Grupo faz protesto no TSE contra a absolvição de Dilma e Temer

Movimento Vem Pra Rua, um dos que atuaram nas ruas pelo impeachment da petista, critica os quatro ministros que livraram chapa vencedora na eleição de 2014

128

O movimento Vem Pra Rua colocou coroas de flores em frente ao prédio do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), em Brasília, na tarde desta terça-feira, para protestar contra a decisão da Corte na semana passada que absolveu a chapa Dilma-Temer das acusações de abuso de poder econômico e político e uso de dinheiro ilícito nas eleições de 2014.

Foram colocadas 27 coroas – segundo a organização, uma para cada unidade da federação. Nas coroas, estão grafados os nomes dos ministros que votaram pela absolvição (Gilmar Mendes, Napoleão Maia, Admar Gonzaga e Tarcísio Vieira) e a frase “Aqui jaz o TSE, assassinado pelos 4 ministros que absolveram a chapa Dilma-Temer”.

O Vem Pra Rua foi um dos movimentos que foram às ruas para pedir o impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT).

Pouco antes do protesto, o ministro Gilmar Mendes, que defendeu enfaticamente a absolvição da chapa, classificou de “bobagem” as críticas de que o órgão fez um julgamento mais político do que jurídico na decisão, que teve como principal consequência livrar o presidente Michel Temer (PMDB) da cassação.

“As críticas são absolutamente normais. Em um jogo de Fla x Flu, as pessoas acabam tendo uma posição nesse sentido”, disse o ministro ao chegar para a cerimônia de posse da nova integrante do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) Maria Tereza Uille.