Connect with us

SAÚDE

Alecrim – Benefícios e formas de uso

Publicado

em

Originário da região do Mediterrâneo, o alecrim (Rosmarinus officinalis L.) é bastante usado na medicina caseira, sendo considerado um ótimo fitoterápico, um dos mais completos em termos de benefícios à saúde. É também conhecido por outros nomes, como alecrim de cheiro, alecrineiro e rosmaninho. Além das denominações citadas, o alecrim também é chamado de “erva da alegria”, devido aos óleos essenciais presentes em sua composição, que favorecem a produção de neurotransmissores responsáveis pelo bem estar.

Além do uso medicinal, o alecrim também é bastante utilizado como aromatizante de ambientes e realçador de sabores de alimentos como assados, carnes, legumes, molhos e pães. Nós encontramos o alecrim à venda em lojas de produtos naturais, farmácias de manipulação e em algumas feiras livres.

As propriedades do alecrim

Digestivo;
Anti-inflamatório;
Diurético;
Fortificante;
Antiviral;
Antibacteriano;
Antirreumático;
Estimulante;
Antisséptico.

Os benefícios e as indicações de uso

Devido às suas propriedades, o alecrim pode ser utilizado para tratar diversas condições de saúde, dentre as quais podemos citar as seguintes: depressão leve, fadiga, enxaquecas e dores de cabeça, gases, má digestão, tosse, bronquite, sinusite, problemas de concentração, gastrite e úlcera estomacal, debilidade cardíaca, asma, coqueluche, gripes, febre, artrite, artrose, cistite, menstruação irregular, cólica menstrual, tensão menstrual (TPM) e outros problemas de saúde.

Como utilizar o alecrim?

Para aproveitar os benefícios proporcionados por esta erva, podemos utilizá-la nas formas de chá, inalação e como tempero.

O chá de alecrim

Ingredientes:

– 1 colher de chá de folhas verdes ou secas de alecrim;
– 250 ml de água de água fervente.

Modo de preparo:

Junte os ingredientes em uma panela e deixe descansar por 10 minutos. Após este período, coe e beba ainda morno. Este chá deve ser tomado de duas a quatro vezes ao dia.

Inalação

Para cada 500 ml de água fervente, utilize duas colheres de sopa de folhas e flores secas de alecrim. Junte os ingredientes e deixe descansar por 10 minutos com a panela tampada. Após este período, coloque a panela sobre um local seguro, uma toalha sobre a cabeça e inspire o vapor pelo nariz e solte pela boca.

Para o tratamento de bronquite e sinusite, é importante fazer a inalação e evitar contato com corrente de ar fria.

Tempero

As folhas ou um ramo de alecrim podem ser adicionados ao preparo de legumes, pães, assados, molhos e carnes.
Efeitos colaterais e contraindicações

Em doses elevadas, o alecrim pode causar irritação gastrointestinal e dor nos rins. Outra recomendação é evitar o seu uso no período noturno, pois pode prejudicar o sono. Esta planta é contraindicada nos casos de gravidez, gastroenterite, epilepsia e problemas da próstata.

Remédio Caseiro

Continue lendo

MUNDO

Vacina Sputnik tem 95% de eficácia e será mais barata que as americanas e europeias

Publicado

em

A Rússia anunciou esta terça-feira (24) que a sua vacina Sputnik V contra o coronavírus tem uma eficácia de 95%, segundo resultados preliminares. O país fez referência ao imunizante desenvolvida pelo Centro Nacional de Epidemiologia e Microbiologia Gamaleya em Moscovo. 

De acordo com a agência Reuters, governo russo informou que vai cobrar menos por sua vacina Sputnik V, contra a Covid-19, do que suas rivais e Moscou pretende produzir mais de 1 bilhão de doses dentro e fora do país no próximo ano.

Moscou tem sido criticada por cientistas ocidentais que acusam a Rússia de buscar atalhos em um esforço para acelerar a vacina Sputnik V, o que a Rússia nega.

Estabelecer um preço menor do que o de rivais pode ajudar a Rússia a obter uma parcela do mercado.

No Brasil, o vice-presidente de Produção e Inovação em Saúde da Fiocruz, Marco Krieger, afirmou que o cronograma estimado pela fundação prevê a produção de 130 milhões.

Brasil 247

Continue lendo

SAÚDE

Paraíba confirma 131 novos casos e 8 óbitos por Covid-19 nas últimas 24h; total de mortes chega a 3.256 e 142.588 infectados

Publicado

em

A Paraíba registrou 131 novos casos de Covid-19 e 08 óbitos confirmados desde a última atualização, 06 deles nas últimas 24h. De acordo com o boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria de Estado da Saúde ao ClickPB nesta segunda-feira (23), 142.588 pessoas já contraíram a doença, 113.528 já se recuperaram e 3.256, infelizmente, faleceram. Até o momento, 450.308 testes para diagnóstico da Covid-19 já foram realizados. 

  • Casos Confirmados: 142.588
  • Casos Descartados: 194.803
  • Óbitos confirmados: 3.256
  • Casos recuperados: 113.528

A ocupação total de leitos de UTI (adulto, pediátrico e obstétrico) em todo o estado é de 45%. Fazendo um recorte apenas dos leitos de UTI para adultos na Região Metropolitana de João Pessoa, a taxa de ocupação chega a 53%. Em Campina Grande estão ocupados 37% dos leitos de UTI adulto e no sertão 57% dos leitos de UTI para adultos.

Os casos confirmados estão distribuídos por todos os 223 municípios paraibanos. A diferença de casos de ontem para hoje é de 131, nos quais 05 municípios concentram 66 casos, o que representa 50,38% dos casos em toda a Paraíba. São eles: 

João Pessoa, com 28 novos casos, totalizando 36.167; Campina Grande, com 16 novos casos, totalizando 14.281; Alagoinha, com 09 casos novos, totalizando 1.088; Arara, com 07 novos casos, totalizando 247; Santa Rita, com 04 novos casos, totalizando 3.732.  

* Dados oficiais preliminares (fonte: e-sus VE, Sivep Gripe e SIM) extraídos às 10h do dia 23/11, sujeitos a alteração por parte dos municípios. 

Até hoje, 179 cidades registraram óbitos por Covid-19. Os 08 óbitos registrados nesta segunda ocorreram em residentes de 02 municípios, nos dias 20, 22 e 23 de novembro. Os pacientes tinham idade entre 30 e 90 anos. Dos locais, três ocorreram em hospitais privados e os demais em hospitais públicos.

Homem, 65 anos, residente em Campina Grande. Diabético e obeso. Início dos sintomas 06/11/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 23/11/2020. 

Homem, 30 anos, residente em João Pessoa. Sem comorbidade. Início dos sintomas 27/10/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 23/11/2020. 

Mulher, 90 anos, residente em João Pessoa. Cardiopata. Início dos sintomas 03/11/2020. Foi a óbito em hospital privado no dia 22/11/2020. 

Mulher, 72 anos, residente em João Pessoa. Hipertensa. Início dos sintomas 29/10/2020. Foi a óbito em hospital privado no dia 22/11/2020. 

Homem, 69 anos, residente em João Pessoa. Diabético e cardiopata. Início dos sintomas 01/11/2020. Foi a óbito em hospital privado no dia 22/11/2020. 

Mulher, 52 anos, residente em João Pessoa. Comorbidade não informada. Início dos sintomas 28/10/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 22/11/2020. 

Homem, 71 anos, residente em João Pessoa. Hipertenso e cardiopata. Início dos sintomas 31/10/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 20/11/2020. 

Mulher, 54 anos, residente em Campina Grande. Hipertensa e diabética. Início dos sintomas 14/11/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 20/11/2020. 

Continue lendo

Facebook

Publicidade

MAIS LIDAS DE HOJE

Copyright © 2020 Barra Portal - Todos os direitos reservados