Connect with us

PARAÍBA

Algodão colorido paraibano representa o Brasil em feira têxtil internacional de Paris

Publicado

em

Do interior da Paraíba direto para uma das maiores feiras têxteis do mundo. Assim foi a trajetória do algodão colorido natural da Paraíba até a feira Maison D’Exceptions na Premièri Vision Paris, na França, que acontece até esta quinta-feira (18), no Parc d’Expositions Paris Nord Villepint. As peças expostas são produzidas em renda renascença, o macramê e o captonê, que também integram o Programa de Artesanato da Paraíba (PAP).

Como único representante do Brasil a participar da feira internacional, o algodão colorido foi selecionado através da empresa Natural Cotton Color, marca de moda sustentável com sede em João Pessoa. A escolha foi criteriosa trabalhada em cima de conceitos, matéria-prima orgânica e artesanato. A idéia principal do evento é dar acesso direto ao melhor que a indústria da moda tem a oferecer, por isso o algodão tem chamado a atenção de fabricantes e empresários.

A partir de escolhas de fibra para produção de moda, a mostra centra-se na diversidade e de câmbio e desenhos profissionais para todo o mundo. Neste quesito, o Programa de Artesanato da Paraíba (PAP), está sendo representando através da renda renascença, macramê e captonê feitas pelas mãos das artesãs Djanete Figueiredo e Maria de Fátima, dos municípios paraibanos de João Pessoa e Monteiro, respectivamente.

“A participação da Paraíba se deve ao algodão colorido e a empresária visionária da Natural Cotton Color, Francisca Vieira. Esta é uma oportunidade de divulgar nosso artesanato e estamos conseguindo cumprir nossa missão dada pelo governador Ricardo Coutinho. Temos todo o incentivo econômico, cultural e social”, revelou a gestora do PAP, Lu Maia.

Ela ainda destacou que com a Première Vision Paris é possível concentrar esforços num momento de crise, mas de estratégias beneficiando os profissionais de base envolvidos e até aqueles altamente influentes.

De acordo com a gerente da empresa, Francisca Vieira, além das amostras de artesanato todas as peças da seleção de roupas e acessórios foram utilizadas na coleção Cápsula 2016 da marca. “Vamos oferecer produtos artesanais inovadores para grandes marcas. É a primeira vez que uma empresa brasileira é selecionada neste Salão, aberto exclusivamente para convidados internacionais na capital francesa”, complementou.

Sobre a empresa – A base dos produtos da marca Natural Cotton Color é o algodão colorido orgânico – certificado pelo Instituto Biodinâmico (IBD) – cultivado por meio de agricultura familiar no Agreste da Paraíba. A pluma já nasce colorida, sem uso de aditivos ou corantes, com tons entre o bege e o marrom. O produto é considerado agroecológico porque, segundo pesquisas da Embrapa, a produção da malha gera economia de 87,5% de água, se comparada a produção de malha comum, tingida pela indústria.

Premièri Vision Paris – Considerada a mais importante referência em tendências do designer têxtil e criação de moda, a Première é composta de seis shows, cada um dedicado a um setor: Preimère Vision fios, tecidos, modelos, acessórios, couros e manufatura. Já o Maison D’Exceptions é um espaço para demonstrar a habilidade e a competências do fazer artesanal e também apresentar produtos inovadores para vários atores internacionais da indústria da moda.

O PAP tem o apoio do Governo do Estado da Paraíba, por meio da Secretaria de Turismo e Desenvolvimento Econômico e do Sebrae. O evento começou nesta terça-feira (16) e segue até esta quinta-feira (18). Mais informações pelos endereços eletrônicos:www.premierevision.com/practical/order-your-pass e http://www.naturalcottoncolor.com.br.

Continue lendo
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

PARAÍBA

Paraíba é segundo estado do país com menor ocupação de leitos covid-19, segundo boletim da Fiocruz

Publicado

em

A Paraíba é o segundo estado do país com menor ocupação de leitos de covid-19, tendo 70% dos leitos ocupados. Com isso, a Paraíba fica atrás apenas de Roraima, cuja ocupação é de 44%. Os dados são do Boletim Extraordinário do Observatório Covid-19 Fiocruz, referentes a Semana Epidemiológica 14 (4 a 10 de abril).

Apesar da melhora, a Paraíba continua em alerta médio, classificado pela Fiocruz com a cor amarela. Roraima é o único estado do país classificado na cor verde, que indica baixo estado de alerta.

O boletim apontou que a tendência de alta de transmissão da Covid-19 se manteve no país, com valores recordes no número de óbitos (uma média de 3.020 mortos por dia) e aumento de novos casos (cerca de 70.200 casos diários). A análise aponta também que a sobrecarga dos hospitais continuou em níveis críticos.

A alta proporção de testes com resultados positivos revela que, durante esse período, o vírus permanece em circulação intensa em todo o país. Segundo os pesquisadores do Observatório, o quadro epidemiológico observado pode representar a desaceleração da pandemia, com a formação de um novo patamar, como o ocorrido em meados de 2020, porém com números muito mais elevados de casos graves e óbitos.

Outro indicador estratégico, a taxa de ocupação de leitos de UTI Covid-19 para adultos no Sistema Único de Saúde (SUS) se manteve predominantemente estável e muito elevada. Destacam-se a saída do Maranhão (78%) da zona de alerta crítico para a zona de alerta intermediário e quedas significativas do indicador no Pará (87% para 82%), Amapá (de 91% para 84%), Tocantins (de 95% para 90%), Paraíba (de 77% para 70%) e São Paulo (de 91% para 86%). 

Vacinação

O Boletim traz ainda um painel sobre a vacinação no Brasil. Do total das pessoas vacinadas (27.567.230) até a Semana 14, 30,2% completaram o esquema vacinal com duas doses e 69,8% receberam apenas a primeira dose do imunizante. Nove estados apresentam diferença igual ou menor à média nacional de vacinados com esquema completo e vacinados somente com uma dose.  

“Os que registraram as menores diferenças foram Roraima, São Paulo, Mato Grosso do Sul e Mato Grosso. Essa diferença pode estar relacionada com o volume de faltosos para a segunda dose. É possível ainda que esteja refletindo estratégias diferenciadas de aceleração da imunização da primeira dose, ou ainda conter diferenças relativas à agilidade do registro”.

Para controlar a disseminação da pandemia e preservar vidas, os pesquisadores reforçam que é fundamental que os municípios brasileiros, em especial os que compõem as regiões metropolitanas, adotem medidas convergentes e sinérgicas, em especial dentro de cada Região Metropolitana.

“As medidas de restrição de mobilidade e de algumas atividades econômicas, adotadas nas últimas semanas por diversas prefeituras e estados, estão produzindo êxitos localizados e podem resultar na redução dos casos graves da doença nas próximas semanas. No entanto ainda não tiveram impacto sobre o número de óbitos e no alívio das demandas hospitalares”, alertam os pesquisadores. “A flexibilização de medidas restritivas pode ter como consequência a aceleração do ritmo de transmissão e, portanto, de casos graves de Covid-19 nas próximas semanas”.

Continue lendo

PARAÍBA

Paraíba sobe no ranking e é o 3º estado que mais vacinou contra covid-19 no Brasil

Publicado

em

A Paraíba é o 3º estado com a população mais vacinada contra covid-19 no Brasil. Os dados divulgados pelo consórcio de veículos de imprensa nesta quarta-feira (14), apontam que 13,42% da população paraibana já tomou pelo menos a primeira dose da vacina contra o novo coronavírus.

Os cinco estados que mais vacinaram são: Rio Grande do Sul (15,84%), Mato Grosso do Sul (14,28%), Paraíba (13,42%), Bahia (13,33%) e Espírito Santo (13,16%). Em todo o Brasil, 24.433.064 milhões de pessoas já tomaram ao menos uma dose, o que corresponde a 11,54% da população.

De acordo com os dados, a Paraíba subiu uma posição no ranking das vacinas. No último dia 03 de abril, o Estado aparecia na 4ª posição com a população mais vacinada contra covid-19 no Brasil.

Até esta quarta-feira (14), foi registrado no sistema de informação SI-PNI a aplicação de 711.023 doses. Até o momento, 542.184 pessoas foram vacinadas com a primeira dose e 168.839 com a segunda dose da vacina. Um total de 918.218 doses já foram distribuídas.

Continue lendo

Facebook

Publicidade

Copyright © 2020 Barra Portal - Todos os direitos reservados