Connect with us

PARAÍBA

Bruno Cunha Lima chama de “absurdas” mudanças no pacote anticorrupção

Publicado

em

A aprovação do projeto de lei (PL) 4.850/16, que trata das medidas de combate à corrupção modificada no seu texto-base (com propostas do Ministério Público Federal), pela Câmara dos Deputados foi considerada um absurdo pelo deputado estadual Bruno Cunha Lima (PSDB). Segundo Bruno, a retaliação ao pacote de combate à corrupção caminha no sentido contrário ao que a sociedade brasileira deseja e que o posicionamento de parlamentares será cobrado nas urnas.

“Acho um absurdo qualquer tentativa de barrar, não mais as 10 medidas, porque essas 10 foram transformadas em 15 e depois em outras medidas anticorrupção, partindo de qualquer partido que seja”, avaliou o tucano, nesta quarta-feira (30). Bruno Cunha Lima destacou que a sociedade brasileira tem dito, repedida vezes, em manifestações, durante as eleições e nas redes sociais que não aceita a corrupção não só de um partido, mas de forma generalizada.

Ético – Para o deputado estadual, qualquer medida que venha cecear a Operação Lava Jato, a atuação de Ministério Público ou da Justiça é reprovável sob o ponto de vista ético. No entanto, Bruno Cunha Lima defende a isonomia no julgamento de atos de representantes públicos.  “Todos devem responder pelos seus atos, sejam promotores, juízes, ministros, deputados, assim como as demais pessoas”, afirmou ele.

Bruno Cunha Lima lembrou inclusive que os atos dos parlamentares da bancada paraibana, que votaram a favor do projeto de lei (PL) 4.850/16 modificado, também serão julgados pela sociedade, especialmente, nas próximas eleições. “Se a votação acontecesse na Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), eu votaria contra o projeto”, declarou. Da Paraíba, apenas os deputados federais Romulo Gouveia (PSD)  e Pedro Cunha Lima (PSDB) votaram contra o conjunto de medidas de combate à corrupção propostas pelo Ministério Público Federal, que recebeu significativas modificações na Câmara Federal.

O texto foi aprovado pela Câmara na madrugada desta quarta-feira (30). Com a aprovação, o projeto segue agora para análise do Senado.

ClickPB

Continue lendo
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

PARAÍBA

Abono natalino, que vai beneficiar mais de 520 famílias paraibanas, começa a ser pago na próxima semana; Confira o calendário

Publicado

em

O abono natalino, que vai ser pago a mais de 520 mil famílias paraibanas do programa Bolsa Família, começa a ser pago a partir do próximo dia 10 de dezembro e se estende até dia 23 de dezembro. O calendário já está disponível para a população e segue o Número de Identificação Social (NIS) do beneficiado. O Governo da Paraíba, por meio da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Humano (SEDH), investirá R$ 33.280 milhões.

De acordo com informações da SEDH, as famílias beneficiadas com o abono natalino residem nos 223 municípios paraibanos, conforme apurou o ClickPB. O pagamento abono natalino da Paraíba será pago de acordo com o calendário do mês de Dezembro de 2020 do Programa Bolsa Família e escalonado de acordo com o último dígito do NIS, com início no dia 10 a 23 de dezembro. 

Cada família irá receber o valor de R$ 64, gerando um investimento com recursos do próprio Estado de R$ 33.280 milhões. Esse valor foi reajustado durante a pandemia do novo coronavírus. Para a SEDH, o abono é de extrema importância, principalmente neste momento, para as famílias paraibanas que irão receber esse benefício, considerando as dificuldades financeiras enfrentadas pelas mesmas e diante da pandemia mundial.

O pagamento será feito pela Caixa Econômica Federal (CEF), ou seja, em uma das agências da Caixa, lotérica ou correspondente Caixa Aqui. A recomendação é que as famílias não esqueçam de levar o documento de identidade e o cartão Bolsa Família para poder receber o benefício. 

 

 
 

 

Continue lendo

PARAÍBA

Paraíba registra alta na média móvel de mortes por covid-19 e fica no vermelho em avaliação do consórcio de imprensa

Publicado

em

A Paraíba apresentou alta de 16% na média móvel de mortes por covid-19 e ficou classificada no vermelho na última avaliação divulgada pelo consórcio de imprensa, nessa quinta-feira (3). A alta corresponde à comparação da média atual com a média de 14 dias antes. O consórcio reúne dados fornecidos por secretarias de Saúde de todo o Brasil.

Além da Paraíba, outros 12 estados apresentaram alta: Paraná, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Espírito Santo, Mato Grosso do Sul, Acre, Amapá, Rondônia, Ceará, Pernambuco, Rio Grande do Norte e Sergipe. O destaque fica para o Rio Grande do Norte, que apresentou alta de 137% na média móvel de mortes.

No Brasil, houve estabilidade, assim como no Distrito Federal e dez estados: Minas Gerais, São Paulo, Mato Grosso, Amazonas, Pará, Roraima, Tocantins, Bahia, Maranhão e Piauí. 

Apenas três estados apresentaram queda na média: Rio de Janeiro, Goiás e Alagoas.

Continue lendo

Facebook

Publicidade

Copyright © 2020 Barra Portal - Todos os direitos reservados