Connect with us

PARAÍBA

Cássio e Aguinaldo aparecem mais uma vez em listas vazadas da Odebrecht, revela site

Publicado

em

Mais uma vez o senador Cássio Cunha Lima (PSDB) e o deputado federal Aguinaldo Ribeiro (PP), que hoje é líder do Governo Temer na Câmara dos Deptuados, apareceram na lista que vazou das delações da Odebrecht. A informação foi publicada pelo site Congresso em Foco, nesta quinta-feira (16).

Segundo a publicação, a dupla paraibana, que dá sustentação ao Governo Temer aparece entre os políticos que serão alvos da Operação Lava Jato. O nome de Cássio e Aguinaldo está entre os 80 citados como possíveis suspeitos de serem beneficiados em esquemas de propina.

“Documentos apreendidos na casa de executivo da Odebrecht trazem nomes de 47 deputados, 18 senadores, dez governadores e dez ministros de Temer. Eles só serão investigados se estiverem na lista de (Rodrigo) Janot”, diz trecho da reportagem

“As planilhas apontavam mais de 300 nomes de políticos, com registros de valores e anotações à mão e até apelidos. Entre eles, grande parte das principais lideranças políticas nacionais, incluindo chefes de Executivo das unidades federativas economicamente mais fortes do país: são mais de 80 parlamentares, ministros e governadores dos governistas PMDB, PSDB e DEM aos oposicionistas PT e PCdoB”, acrescenta a matéria.

Clique aqui e leia a reportagem completa publicada pelo Congresso em Foco.

Clique aqui ou confira abaixo os nomes de ministros, deputados, senadores e governadores citados nas planilhas:

MINISTROS

Antonio Imbassahy (PSDB-BA) – Secretaria de Governo

Bruno Araújo (PSDB-PE) – Ministro das Cidades

Eliseu Padilha (PMDB-RS) – Ministro da Casa Civil

Gilberto Kasssab (PSD-SP) – Ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações

Mendonça Filho (DEM-PE) – Ministro da Educação

Moreira Franco (PMDB-RJ) – Ministro da Secretaria-Geral de Governo

Osmar Terra (PMDB-RS) – Ministro do Desenvolvimento Social e Agrário

Raul Jungmann (PPS-PE) – Ministro da Defesa

Ricardo Barros (PP-PR) – Ministro da Saúde

Roberto Freire (PPS-SP) – Ministro da Cultura

GOVERNADORES

Beto Richa (PSDB-PR)

Fernando Pimentel (PT-MG)

Geraldo Alckmin (PSDB-SP)

Luiz Fernando Pezão (PMDB-RJ)

Marconi Perillo (PSDB-GO)

Raimundo Colombo (PSD-SC)

Reinaldo Azambuja (PSDB-MS)

Tião Viana (PT-AC)

Wellington Dias (PT-PI)

SENADORES

Aécio Neves (PSDB-MG)

Ana Amélia Lemos (PP-RS)

Armando Monteiro (PTB-PE)

Cássio Cunha Lima (PSDB-PB) – vice-presidente do Senado Federal

Ciro Nogueira (PP-PI)

Eunício Oliveira (PMDB-CE)

Fernando Bezerra (PSB-PE)

Gleisi Hoffmann (PT-PR)

Humberto Costa (PT-PE)

Jader Barbalho (PMDB-PA)

José Agripino (DEM-RN)

José Aníbal (PSDB-SP) – suplente

José Serra (PSDB-SP)

Lindbergh Farias (PT-RJ)

Randolfe Rodrigues (Rede-AP)

Renan Calheiros (PMDB-AL)

Romero Jucá (PMDB-RR)

Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM)

DEPUTADOS

Afonso Hamm (PP-RS)

Aguinaldo Ribeiro (PP-PB) – líder do governo na Câmara

Arnaldo Jardim (PPS-SP) – licenciado

Arthur Oliveira Maia (PPS-BA)

Arthur Virgilio Bisneto (PSDB-AM)

Bebeto Galvão (PSB-BA)

Betinho Gomes (PSDB-PE)

Beto Mansur (PRB-SP)

Carlos Zaratini (PT-SP)

Celso Russomanno (PRB-SP)

Clarissa Garotinho (PRB-RJ)

Daniel Almeida (PCdoB-BA)

Daniel Coelho (PSDB-PE)

Fernando Marroni (PT-RS)

Heráclito Fortes (PSB-PI)

Jarbas Vasconcelos (PMDB-PE)

José Carlos Aleluia (DEM-BA)

José Otávio Germano (PP-RS)

José Priante (PMDB-PA)

Júlio Lopes (PP-RJ)

Jutahy Magalhães Jr. (PSDB-BA)

Luciano Ducci (PSB-PR)

Lúcio Vieira Lima (PMDB-BA)

Luiz Carlos Hauly (PSDB-PR)

Luiz Carlos Ramos (PTN-RJ) – licenciado

Luiz Sergio (PT-RJ)

Mandetta (DEM-MS)

Marcio Biolchi (PMDB-RS) – licenciado

Marco Maia (PT-RS)

Maria do Rosário (PT-RS)

Mendes Thame (PV-SP)

Nelson Pelegrino (PT-BA)

Otávio Leite (PSDB-RJ)

Paes Landim (PTB-PI)

Patrus Ananinas (PT-MG)

Paulinho da Força (SD-SP)

Paulo Abi-Ackel (PSDB-MG)

Paulo Teixeira (PT-SP)

Renato Molling (PP-RS)

Rodrigo Maia (DEM-RJ)

Rogério Marinho (PSDB-RN)

Ronaldo Lessa (PDT-AL)

Ronaldo Zulke (PT-RS)

Rosinha da Adefal (PTB-AL)

Sérgio Zveiter (PSD-RJ)

Silas Brasileiro (PMDB-MG)

Zé Geraldo (PT-PA)

PB Agora

Continue lendo
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

PARAÍBA

Paraíba é segundo estado do país com menor ocupação de leitos covid-19, segundo boletim da Fiocruz

Publicado

em

A Paraíba é o segundo estado do país com menor ocupação de leitos de covid-19, tendo 70% dos leitos ocupados. Com isso, a Paraíba fica atrás apenas de Roraima, cuja ocupação é de 44%. Os dados são do Boletim Extraordinário do Observatório Covid-19 Fiocruz, referentes a Semana Epidemiológica 14 (4 a 10 de abril).

Apesar da melhora, a Paraíba continua em alerta médio, classificado pela Fiocruz com a cor amarela. Roraima é o único estado do país classificado na cor verde, que indica baixo estado de alerta.

O boletim apontou que a tendência de alta de transmissão da Covid-19 se manteve no país, com valores recordes no número de óbitos (uma média de 3.020 mortos por dia) e aumento de novos casos (cerca de 70.200 casos diários). A análise aponta também que a sobrecarga dos hospitais continuou em níveis críticos.

A alta proporção de testes com resultados positivos revela que, durante esse período, o vírus permanece em circulação intensa em todo o país. Segundo os pesquisadores do Observatório, o quadro epidemiológico observado pode representar a desaceleração da pandemia, com a formação de um novo patamar, como o ocorrido em meados de 2020, porém com números muito mais elevados de casos graves e óbitos.

Outro indicador estratégico, a taxa de ocupação de leitos de UTI Covid-19 para adultos no Sistema Único de Saúde (SUS) se manteve predominantemente estável e muito elevada. Destacam-se a saída do Maranhão (78%) da zona de alerta crítico para a zona de alerta intermediário e quedas significativas do indicador no Pará (87% para 82%), Amapá (de 91% para 84%), Tocantins (de 95% para 90%), Paraíba (de 77% para 70%) e São Paulo (de 91% para 86%). 

Vacinação

O Boletim traz ainda um painel sobre a vacinação no Brasil. Do total das pessoas vacinadas (27.567.230) até a Semana 14, 30,2% completaram o esquema vacinal com duas doses e 69,8% receberam apenas a primeira dose do imunizante. Nove estados apresentam diferença igual ou menor à média nacional de vacinados com esquema completo e vacinados somente com uma dose.  

“Os que registraram as menores diferenças foram Roraima, São Paulo, Mato Grosso do Sul e Mato Grosso. Essa diferença pode estar relacionada com o volume de faltosos para a segunda dose. É possível ainda que esteja refletindo estratégias diferenciadas de aceleração da imunização da primeira dose, ou ainda conter diferenças relativas à agilidade do registro”.

Para controlar a disseminação da pandemia e preservar vidas, os pesquisadores reforçam que é fundamental que os municípios brasileiros, em especial os que compõem as regiões metropolitanas, adotem medidas convergentes e sinérgicas, em especial dentro de cada Região Metropolitana.

“As medidas de restrição de mobilidade e de algumas atividades econômicas, adotadas nas últimas semanas por diversas prefeituras e estados, estão produzindo êxitos localizados e podem resultar na redução dos casos graves da doença nas próximas semanas. No entanto ainda não tiveram impacto sobre o número de óbitos e no alívio das demandas hospitalares”, alertam os pesquisadores. “A flexibilização de medidas restritivas pode ter como consequência a aceleração do ritmo de transmissão e, portanto, de casos graves de Covid-19 nas próximas semanas”.

Continue lendo

PARAÍBA

Paraíba sobe no ranking e é o 3º estado que mais vacinou contra covid-19 no Brasil

Publicado

em

A Paraíba é o 3º estado com a população mais vacinada contra covid-19 no Brasil. Os dados divulgados pelo consórcio de veículos de imprensa nesta quarta-feira (14), apontam que 13,42% da população paraibana já tomou pelo menos a primeira dose da vacina contra o novo coronavírus.

Os cinco estados que mais vacinaram são: Rio Grande do Sul (15,84%), Mato Grosso do Sul (14,28%), Paraíba (13,42%), Bahia (13,33%) e Espírito Santo (13,16%). Em todo o Brasil, 24.433.064 milhões de pessoas já tomaram ao menos uma dose, o que corresponde a 11,54% da população.

De acordo com os dados, a Paraíba subiu uma posição no ranking das vacinas. No último dia 03 de abril, o Estado aparecia na 4ª posição com a população mais vacinada contra covid-19 no Brasil.

Até esta quarta-feira (14), foi registrado no sistema de informação SI-PNI a aplicação de 711.023 doses. Até o momento, 542.184 pessoas foram vacinadas com a primeira dose e 168.839 com a segunda dose da vacina. Um total de 918.218 doses já foram distribuídas.

Continue lendo

Facebook

Publicidade

Copyright © 2020 Barra Portal - Todos os direitos reservados