Connect with us

ESPORTES

Com golaço de Nenê, Vasco bate Palmeiras no Allianz Parque e deixa a lanterna

Publicado

em

Após ser goleado por 4 a 1 em São Januário no turno, o Vasco deu o troco no Palmeiras no returno. Neste domingo, a equipe carioca foi ao Allianz Parque e venceu o rival paulista por 2 a 0, em duelo válido pela 34ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Jogando com ímpeto de “tudo ou nada”, como haviam dito jogadores nas coletivas durante a semana, o Cruz-Maltino começou a partida bem melhor e acuou o adversário. O resultado: aos 35 minutos, Rafael Silva aproveitou escanteio cobrado por Nenê e cabeceou firme, no cantinho de Fernando Prass, que não teve chance alguma de defesa.

Cinco minutos depois, o lance mais bonito da partida: Rafael Silva devolveu a gentileza, Nenê aproveitou trapalhada da defesa alviverde, invadiu a área e, com um leve toque por cobertura, deixou Prass na saudades. Golaço na moderna arena palestrina.

No segundo tempo, o técnico Marcelo Oliveira lançou Kelvin no lugar de Rafael Marques e o Palmeiras voltou ligado. O time da casa chegou a pressionar bastante e chegou a acertar uma bola no travessão, com Thiago Santos, mas não conseguiu vazar a meta de Martín Silva e amargou a derrota em sua própria casa.

Com o resultado, o Vasco vai a 33 pontos e deixa a lanterna do Brasileirão, pulando para o 19º lugar – no entanto, caso o Joinville vença o Santos, em partida que ainda está sendo realizada, o clube carioca voltará para a última posição.

A equipe comandada por Jorginho agora está a apenas dois pontos de deixar a zona da degola, já que o Avaí, 16º na tabela e primeiro fora da confusão, parou nos 35 pontos com o revés para o Atlético-PR, no último sábado, em Curitiba.

Já o elenco comandado por Marcelo Oliveira estacionou nos 48 pontos, na 9ª posição e cada vez mais longe do G-4 – o Santos, 4º colocado, está indo aos 54 pontos.

Na próxima rodada, o Palmeiras visita o Atlético-PR, dia 18 de novemebro, às 21h (horário de Brasília), na Arena da Baixada. No dia seguinte, às 22h, o Vasco segue sua luta contra a queda contra o líder Corinthians, em São Januário.

O jogo

O Vasco dominou o Palmeiras desde o começo e saiu na frente aos 34 minutos do primeiro tempo. Rafael Silva cabeceou com precisão após cobrança de escanteio de Nenê do lado esquerdo e a bola ainda tocou na trave de Prass antes de entrar.

Seis minutos depois, o Vasco aproveitou mais uma trapalhada da defesa palmeirense para marcar o segundo. Rafael Silva dividiu com Egídio e Thiago Santos, Vitor Hugo não conseguiu afastar e a bola sobrou para Nenê. O atacante, com passagem pelo Palmeiras, encobriu Fernando Prass com um toque sutil e aumentou a vantagem.

O Palmeiras, vulnerável na defesa, foi inoperante no ataque durante o primeiro tempo e não conseguiu nada além de inofensivos chutes de longe disparados por Rafael Marques e Barrios. O time foi para o vestiário vaiado e, no intervalo, um torcedor demonstrou sua fúria ao ser focalizado pela câmera do beijo.

Com Kelvin no lugar de Rafael Marques, o Palmeiras voltou melhor no segundo tempo, até porque seria difícil jogar pior. Aos 13 minutos, após cobrança de escanteio pelo lado direito, o volante Thiago Santos cabeceou na trave do gol defendido por Martín Silva.

Lucas Barrios, discreto na partida, caiu sozinho no gramado e, aos 18 minutos, foi substituído por Alecsandro. Pouco depois, vendo o G4 mais longe, Marcelo Oliveira teve a ideia de promover a estreia de Felipe Gabriel, contratado em maio, e colocou o meio-campista no lugar de Egídio, deslocando Zé Roberto para a ala esquerda.

O final da partida foi melancólico para os cerca de 28.000 palmeirenses que foram ao Palestra Itália e, diante do futebol exibido pelo time de Marcelo OLivieira, alguns preferiram deixar o estádio dez minutos antes do fim do tempo regulamentar. Não perderam nada. Os que ficaram, gritaram que a Copa do Brasil é obrigação.

FICHA TÉCNICA
PALMEIRAS 0 x 2 VASCO

Local: Allianz Parque, em São Paulo-SP
Data: 8 de novembro, domingo
Horário: 17h (horário de Brasília)
Público: 28.800
Renda: R$ 1.775.007,50
Árbitro: Anderson Daronco (Fifa/RS)
Assistentes: Alessandro Rocha de Matos (Fifa/BA) e Cleriston Clay Barreto Rios (Fifa/SE)
Cartões amarelos: Jackson (PAL); Madson, Luan, Serginho e Riascos (VAS)

GOLS
VASCO: Rafael Silva, aos 35, e Nenê, aos 40 minutos do primeiro tempo

PALMEIRAS: Fernando Prass; João Pedro, Jackson, Vitor Hugo e Egídio (Fellype Gabriel); Thiago Santos, Robinho e Zé Roberto, Rafael Marques (Kelvin), Lucas Barrios (Alecsandro) e Gabriel Jesus Técnico: Marcelo Oliveira

VASCO: Martín Silva, Madson, Luan, Rodrigo e Julio Cesar; Serginho, Diguinho, Andrezinho e Nenê (Rafael Vaz); Riascos (Eder Luis) e Rafael Silva (Julio dos Santos) Técnico: Jorginho

ESPN

Continue lendo
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

ESPORTES

Jogadores negros do Fortaleza entram em campo com camiseta contra o racismo

Publicado

em

Jogadores do Fortaleza entraram em campo com algumas camisetas especiais antes da partida desta quarta-feira (2) contra o Corinthians pela 24ª rodada do Campeonato Brasileiro. Na camisa as listras azul, vermelha e branca formavam um alvo.

“Os atletas negros do nosso elenco entraram com uma camisa que representa como os negros se sentem todos os dias: com um alvo nas costas. A cada 100 vítimas de homicídio no Brasil, 75 são negras”, disse o clube no Facebook.

“Nossa ação acontece para apoiar todos os atletas negros que já sofreram ataques racistas dentro e fora do campo e também para protestar por uma revisão de lei do esporte, que não pune a injúria racial como crime de racismo, quando vinda de torcedores (CBJD – artigo 243-G)”, acrescentou. 

O Fortaleza ocupa a nona posição no torneio nacional, com 29 pontos. 

Brasil 247

Continue lendo

ESPORTES

Diego Maradona morre aos 60 anos

Publicado

em

Diego Armando Maradona morreu nesta quarta-feira, 25, ao 60 anos. O ídolo argentino sofreu uma parada cardíaca em sua casa em Tigre, na região de Buenos Aires, na Argentina. A informação foi divulgada incialmente pelo jornal Clarín.

O ex-jogador sofreu uma delicada cirurgia no cérebro no começo do mês e recebeu alta oito dias depois.

Campeão mundial na Copa de 1986, quando ficou eternizado pelos gols que marcou contra a seleção da Inglaterra, o craque argentino passou recentemente por uma cirurgia para drenar uma pequena hemorragia no cérebro.

O médico Leopoldo Luque afirmou na ocasião que a cirurgia era considerada simples, mas havia preocupação pela condição de saúde do ex-jogador.

G1

Continue lendo

Facebook

Publicidade

Copyright © 2020 Barra Portal - Todos os direitos reservados