Connect with us

CURIMATAÚ

Deputado nega ter assessor preso e atribui ato a desespero por sua candidatura a prefeito em Cuité

Publicado

em

O deputado Charles Camaraense (PSL) disse na manhã deste sábado que o rapaz que foi preso por ordem judicial não é seu assessor, e que tudo não passa de uma armação. “Esse rapaz que foi preso não é meu assessor, ele é mestre de obra e presta serviço eventualmente pra mim. Essa perseguição é porque ele era do grupo político adversário e desde o ano passado que está conosco politicamente”, frisou Charles.
José de Arimatéia Santos estava cumprindo pena restritiva de direitos, prestando serviço numa Unidade Básica de Saúde na Família na cidade de Cuité. Consta da decisão judicial exarada pelo juiz José Jackson Guimarães que o mesmo teria ameaçado a diretora da UBSF, e por isso teria decretado a prisão em regime fechado por 10 dias, para após esse período definir um novo local para conclusão da pena de prestação de serviço a comunidade.
A reportagem do PB24horas entrou em contato, por telefone, com o deputado Charles Camaraense, para ouvir a versão do parlamentar. Ele declarou que trata-se de retaliação do grupo adversário que perdeu o apoio do rapaz que está preso. “Foi negado o pedido de relaxamento de prisão, mas na segunda feira o advogado do rapaz vai entrar com o Habeas Corpus para a liberação dele. Até porque o tempo de cumprimento da pena já foi concluído. E também o advogado vai acionar o juiz no Conselho Nacional de Justiça porque foi um ato ilegal”, revelou Camaraense.
O deputado também anunciou que será candidato a prefeito da cidade de Cuité e por isso ele acha que os adversários políticos estão desesperados. “Vou ser candidato a prefeito de Cuité, por isso que estão nesse desespero. Vou ser candidato e não abro pra ninguém”, anunciou.
Sobre a informação de que o rapaz preso seria assessor, o deputado negou a informação e disse que como suplente na Assembleia Legislativa não tem direito a nenhum assessor, e só apenas a um cargo de chefe de gabinete. “Eu sou suplente e não tenho nenhum cargo de assessor. O que tenho na Assembleia legislativa é um cargo de chefe de gabinete e nada mais. O rapaz era do grupo político dos adversários e aderiu a mim. Ele está comigo em diversas fotos, mas isso não significa que ele é meu assessor”, informou.
Durante a conversa com nossa reportagem, por telefone, o parlamentar também disse que não houve nenhuma ameaça a diretora da Unidade Básica da Saúde na Família. “ A própria diretora da Unidade disse que não houve nenhuma agressão. No processo não tem em lugar nenhum que houve agressão ou ameaça a diretora”, acrescentou o parlamentar.
Charles Camaraense é suplente de deputado, teve na campanha eleitoral 12.157 votos, e assumiu a condição de titular no mandato após uma licença de 121 do aliado político Tião Gomes, que está afastado de suas atividades na Assembleia devido uma cirurgia. Esta semana Tião Gomes tirou nova licença mantendo Charles Camaraense no parlamento.
Portal do Litoral 

Continue lendo

CURIMATAÚ

Grupo suspeito de furtar energia elétrica para residências e comércios é preso em Picuí

Publicado

em

A Polícia Civil da Paraíba conseguiu capturar quatro pessoas suspeitas de praticarem furto de energia no município de Pucuí, no Seridó paraibano. A descoberta foi feita pela  Energisa, empresa responsável pelo fornecimento de energia.

O crime foi constatado nesta quinta-feira (26) em duas casas e dois estabelecimentos comerciais da cidade. A equipe responsável pela fiscalização, ao constatar a ilegalidade, acionou a Polícia Civil, que realizou as perícias nos imóveis.

Logo em seguida, os suspeitos foram identificados e encaminhados para a Delegacia de Picuí.

O grupo pagou fiança no valor de um salário mínimo, para cada integrante, e as pessoas irão responder pelo crime em liberdade.

 

PB Agora

Continue lendo

CURIMATAÚ

Buba perde as eleições em quatro municípios de sua base e terá dificuldades em sua reeleição

Publicado

em

O deputado estadual Buba Germano (PSB) após o resultado do pleito eleitoral de 2020 na Paraíba perdeu força em sua base política e a continuar o quadro atual, terá bastante dificuldade na sua reeleição ao Legislativo Estadual em 2022.

O parlamentar conta com onze prefeitos aliados no Curimataú, Seridó, Sertão e Litoral Norte, eleitos nos municípios de Barra de Santa Rosa (10.889), Sossego (2.954), Nova Floresta (7.707), Baraúna (3.867), Frei Martinho (2.695), Nova Palmeira (3.218), Pedra Lavrada (5.878), Cubati (5.914), Lastro (3.110), Curral de Cima (5.010) e Mataraca (6.325), os quais juntos somam 57.567 eleitores.

Em contrapartida perdeu dois municípios importantes de sua base São Vicente do Seridó (8.069) e Rio Tinto (18.139), sem falar que perdeu as eleições municipais esse ano de 2020 nos dois principais colégios eleitoral do Curimataú e Seridó paraibano, Picui (14.329) e Cuité (16.235), os quais juntos somam 56.772 eleitores.

Segundo Informações de bastidores, Buba deve perder após a posse dos novos Gestores, cerca de um a dois prefeitos de sua base, insatisfeitos com o pálido apoio recebido nas eleições deste ano de 2020, além do lançamento e fortalecimento de outra candidatura regional de consenso que já começa a ser discutida e articulada entre prefeitos, vereadores e lideranças do Curimataú e Seridó paraibano a ser lançada nas eleições de 2022, objetivando uma cadeira na Assembleia Legislativa da Paraíba.

Portal do Curimataú

Continue lendo

Facebook

Publicidade

Copyright © 2020 Barra Portal - Todos os direitos reservados