Connect with us

PARAÍBA

Ex-deputado federal Benjamim Maranhão é alvo de operação da PF na Paraíba

Publicado

em

O ex-deputado federal Benjamim Maranhão (MDB) e a mãe dele, ex-prefeita de Araruna, Wilma Maranhão (MDB) são alvos de uma operação da Polícia Federal que apura desvio de dinheiro em obras de combate à seca na Paraíba nesta quarta-feira (23).

Pelo menos 15 mandados de busca e apreensão estão sendo cumpridos em João Pessoa e Araruna, na Paraíba, e em Parnamirim, no Rio Grande do Norte. De acordo com a PF, a Operação “Poço Sem Fundo”, investiga desvio de dinheiro destinado à perfuração de poços e instalação de sistemas simplificados de abastecimento de água na Paraíba.

A defesa de Benjamim e de Wilma informou, às 10h, que tomou ciência prévia do que se trata a operação e que só vai se pronunciar após ter acesso aos autos. A defesa disse ainda que não há qualquer envolvimento de ambos no caso investigado.

As investigações começaram em 2016, último ano da gestão de Wilma. Além dela e do filho, também são alvos servidores do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) e do Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (DNOCS) e empresas cujos nomes não foram divulgados. Benjamim foi candidato a prefeito de Araruna nas eleições deste ano, mas perdeu para Vital Costa (Progressistas), que teve 50,83% dos votos válidos.

Em João Pessoa, policiais federais e auditores da Controladoria-Geral da União cumpriram um dos mandados de busca e apreensão em um condomínio de luxo no bairro do Altiplano. Também estão sendo cumpridos mandados no prédio do DNOCS na capital. Pelo menos 70 policiais e sete auditores participam da ação.

Segundo as investigações da Polícia Federal, o direcionamento de contratos firmados entre as empresas investigadas, o DNOCS, o Incra e a Prefeitura de Araruna, por meio de procedimentos de licitação, envolviam o montante de cerca de R$ 54 milhões.

As irregularidades investigadas apontam para desvio de recursos destinados à implantação de sistemas de abastecimento d’água para a população carente do interior paraibano, castigada sobremaneira pelos longos períodos de estiagem.

O órgão explica que apura também a prática de superfaturamento dos contratos, atos de corrupção passiva e ativa e lavagem de dinheiro por meio do uso de contas bancárias de empresas interpostas para dissimulação de movimentações financeiras. Quatro servidores públicos federais foram afastados das funções e tiveram os bens bloqueados, segundo a PF.

Em nota enviada à imprensa às 11h, o Incra informou que os contratos objetos da operação foram firmados em 2016 e 2017, na gestão anterior, e que nada foi executado e pago pela gestão atual. O órgão disse que desde o início das investigações, se colocou à disposição da polícia para prestar informações necessárias à apuração dos fatos. O Incra disse ainda que vem trabalhando em parceria com os órgãos de controle visando prevenir, identificar e coibir quaisquer irregularidades que possam ocorrer na aplicação de recursos públicos.

G1 PB

Continue lendo

PARAÍBA

Covid-19: secretário de Saúde confirma chegada de 15 pacientes do Amazonas para João Pessoa na madrugada deste domingo

Publicado

em

O secretário de Saúde, Geraldo Medeiros, confirmou na noite deste sábado (15), a chegada de 15 pacientes vindo de Manaus para capital paraibana. De acordo com o secretário, o avião decola por volta das 22h da noite deste sábado com previsão de chegada às 2h da madrugada do domingo (16). 

Além dos 15 pacientes com Covid-19, o voo traz 06 pessoas da equipe médica para acompanhar os transferidos.

Eles serão internados no Hospital Universitário Lauro Wanderley (HULW-UFPB). O hospital confirmou ao ClickPB, que os pacientes ficarão internados nos leitos disponibilizados na enfermaria e cerca de 60 profissionais da área assistencial envolvidos na ação humanitária. Ao todo, a enfermaria está equipada com leitos elétricos, bombas de infusão, ventiladores mecânicos e material para ventilação não-invasiva. 

A Paraíba é um dos sete estados que receberá pacientes contaminados com Covid-19, vindo do Amazonas.

Em todo o país, a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), estatal vinculada ao Ministério da Educação da qual o HULW é filial, mobilizou quase 150 leitos em nove hospitais universitários por todo o Brasil.

A transferência dos pacientes acontece após a capital amazonense entrar em colapso no sistema de saúde porque, com aumento recorde de internações por Covid, passou a sofrer com falta de oxigênio. 

Até esta quinta (14), mais de 223 mil pessoas foram infectadas no Amazonas, e mais de 5,9 mil morreram com a doença. Conforme o boletim divulgado pela Secretaria Estadual de Saúde, há 1.581 pacientes internados com Covid no estado, sendo 518 em leitos de UTI.

ClickPB

Continue lendo

PARAÍBA

Paraíba pretende vacinar 1,2 milhão de pessoas de grupos prioritários; confira ordem de prioridades

Publicado

em

O governo da Paraíba pretende vacinar cerca de 1,2 milhão de pessoas de grupos prioritários em 2021. O estado seguirá a ordem definida no Plano de Imunização. A meta é vacinar pelo menos 95% das pessoas.

Na primeira fase do plano serão vacinados os trabalhadores de saúde e, em seguida, pessoas de 80 anos ou mais; pessoas de 75 a 79 anos; pessoas de 60 anos ou mais institucionalizadas e indígenas. De acordo com a estimativa do Governo do Estado, são 288.844 pessoas nessas situações.

Numa segunda fase serão vacinadas as pessoas de 70 a 74 anos, de 65 a 69 anos, e de 60 a 64 anos, nessa ordem. São 394.499 pessoas, segundo estimativa do Governo do Estado.

Na terceira fase serão vacinados os pacientes com comorbidades como diabetes mellitus; hipertensão; doença pulmonar obstrutiva crônica; doença renal; doenças cardiovasculares e cerebrovasculares; indivíduos transplantados de órgão sólido; anemia falciforme; câncer; obesidade grave (IMC maior ou igual a 40). São 275.969 pessoas.

Por fim, a quarta fase de vacinação atenderá professores, do nível básico ao superior; forças de segurança e salvamento e funcionários do sistema prisional. São 48.897 pessoas.

Além disso, o plano de vacinação do estado também inclui pessoas com deficiência permanente severa; caminhoneiros; trabalhadores de transporte aéreo; trabalhadores portuários; populaçào privada de liberdade; povos e comunidades tradicionais ribeirinhas e trabalhadores de transporte coletivo rodoviário e metroferroviário de passageiros.

Continue lendo

Facebook

Publicidade

Copyright © 2020 Barra Portal - Todos os direitos reservados