Connect with us

GERAL

“Gato enfermeiro” que foi resgatado, agora cuida de outros animais doentes em abrigo polonês

Publicado

em

Rademenes, um pequeno gato preto angelical de Bydgoszcz, na Polônia, faz de tudo para ajudar os animais no centro veterinário a ficarem melhor.

Ele é um gato especial, que escapou da morte depois que foi resgatado pelo centro veterinário e o trataram de uma infecção respiratória, ele mostra muita gratidão e retribui o carinho que recebeu fazendo isso com os outros animais que chegam ao local, ele os afaga, massageia ou até mesmo lhes dá banho (aquele banho de gato) nos animais convalescentes de seus ferimentos e operações e mostrando extrema sensibilidade com esses animais doentes.

Com tanto amor, o bichano se tornou atração local, e as pessoas começaram a visitá-lo no centro por considerarem que ele dá sorte!

veterinary-nurse-cat-hugs-shelter-animals-radamenes-bydgoszcz-poland-1 veterinary-nurse-cat-hugs-shelter-animals-radamenes-bydgoszcz-poland-3 veterinary-nurse-cat-hugs-shelter-animals-radamenes-bydgoszcz-poland-4 veterinary-nurse-cat-hugs-shelter-animals-radamenes-bydgoszcz-poland-5 veterinary-nurse-cat-hugs-shelter-animals-radamenes-bydgoszcz-poland-7 296e3ea2-d486-11e4-b65b-0025b511229eveterinary-nurse-cat-hugs-shelter-animals-radamenes-bydgoszcz-poland-8 veterinary-nurse-cat-hugs-shelter-animals-radamenes-bydgoszcz-poland-9 veterinary-nurse-cat-hugs-shelter-animals-radamenes-bydgoszcz-poland-10veterinary-nurse-cat-hugs-shelter-animals-radamenes-bydgoszcz-poland-2

 

Todas as imagens da TVN Meteo

Continue lendo

GERAL

20 coisas que o brasileiro quer fazer quando a pandemia acabar

Publicado

em

Nem carrões, nem mansão, nem ganhar na Mega-Sena. Adquirir coisas materiais não está mais entre os primeiros sonhos do brasileiro para quando a pandemia acabar.

Os desejos das pessoas mudaram e hoje o que elas querem é ter de volta as coisas mais simples da vida e recuperar a liberdade.

Fizemos uma enquete nas redes sociais do Só Notícia Boa para descobrir os planos dos nossos seguidores. Perguntamos quais “as duas coisas que você quer fazer quando a pandemia acabar”.

A amostragem revelou que, disparadamente, o que eles mais desejam hoje é viajar.  A resposta foi dada por uma a cada três pessoas que responderam à enquete.

Depois, com votação apertada, aparece na segunda colocação a vontade de poder abraçar livremente as pessoas queridas.

A terceira intenção mais votada, para quando tudo isso passar, é poder se reunir em casa com parentes.

Em quarto lugar, o desejo de abandonar de vez o uso de máscaras e em quinto, poder ir a um barzinho beber com os amigos.

Agradecer a Deus por ter sobrevivido à pandemia apareceu 10º lugar na amostragem.

A enquete livre, sem pretensão de ser uma pesquisa científica, foi feita nesta quinta, 1º, no Instagram, Facebook e no Twitter do Só Notícia Boa.

Veja o Top 20 – (o brasileiro quer fazer quando acabar a pandemia)

  1. Viajar
  2. Abraçar
  3. Visitar parentes/reunir a família
  4. Sair sem máscara
  5. Ir no bar/boteco beber com amigos
  6. Fazer festa e reunir amigos em casa
  7. Ir à praia
  8. Aglomerar, ir para balada
  9. Dançar
  10. Agradecer a Deus
  11. Ir a shows e festivais
  12. Fazer churrasco com amigos
  13. Trabalhar sem medo
  14. Ir à igreja
  15. Ir ao cinema
  16. Beijar na boca
  17. Jantar fora / sair à noite
  18. Fazer sexo
  19. Ir à faculdade
  20. Ir ao shopping

Pra tudo isso acontecer, vamos continuar com as medidas protetivas, evitar aglomerações e torcer para a vacina chegar logo para todos nós brasileiros.

 

Por Rinaldo de Oliveira, da redação do Só Notícia Boa

Continue lendo

GERAL

Pesquisa: 91% veem colapso na saúde e 71% querem CPI da Pandemia

Publicado

em

A lotação dos leitos de UTI, cuja taxa de ocupação está acima de 90% em 17 estados e o alto número de mortes em decorrência da Covid-19 faz com que 91% dos brasileiros acreditem que o sistema de saúde está em colapso. 71% avaliam que a gestão da crise sanitária pelo governo Bolsomaro deve ser alvo de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI). Os dados constam da pesquisa Exame/Ideia divulgada nesta sexta-feira (26).

Segundo o levantamento, os maiores índices de constatação da falência do sistema são nas regiões Norte (95%) e Nordeste (93%). Esta percepção também alcança uma das principais bases de apoio de Jair Bolsonaro: os evangélicos. Neste segmento, 86% avaliam que que o atendimento colapsou.

O levantamento aponta ainda que 71% dos brasileiros aprovam a criação de uma CPI para apurar a atuação do Ministério da Saúde e do governo Bolsonaro como um todo no combate à pandemia. Apesar do alto índice de aprovação em torno da abertura de uma CPI, 56% dos entrevistados não sabem como ela funciona e nem qual é a sua finalidade específica.

Em relação às medidas restritivas e de distanciamento social para conter o avanço do coronavírus, 56% dos entrevistados disseram apoiar iniciativas como o toque de recolher e o fechamento de atividades não essenciais.

Para 35% da população, a gestão do ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello durante a crise foi considerada ruim ou péssima. Outros 36% avaliam que a situação não deve mudar com a chegada do novo ministro, o médico Marcelo Queiroga. Já 27% acreditam que o cenário deve melhorar, e 11% acham que ele fará um trabalho pior que seu antecessor.

A pesquisa EXAME/IDEIA, ouviu 1.255 pessoas entre os dias 22 e 24 de março e possui margem de erro de três pontos percentuais para mais ou para menos.

Fonte: Brasil 247

Continue lendo

Facebook

Publicidade

Copyright © 2020 Barra Portal - Todos os direitos reservados