Connect with us

BRASIL

Lancha em que Valdemiro ficou à deriva custa ao menos R$ 1 milhão

Publicado

em

O pastor Valdemiro Santiago, líder da Igreja Mundial do Poder de Deus, ficou cerca de 12 horas à deriva, até ser resgatado pelos bombeiros, em um catamarã de 60 pés, embarcação de dois cascos que pode ser utilizada para a vela esportiva, transporte rápido de passageiros ou de carga, que sofreu uma pane elétrica.

Uma embarcação como esta é considerada de grande porte e é comercializada por valores que oscilam entre um milhão até mais de cinco milhões de reais, com capacidade para mais de 150 passageiros. No momento do resgate, segundo o Grupamento de Bombeiros Marítimos (GBMar), haviam cinco pessoas no barco, cujas identidades não foram reveladas. A corporação também não informou se o pastor é o proprietário da lancha.

Resgate

O GBMar recebeu o aviso de que havia uma embarcação à deriva por volta das 22h de terça-feira. A demora para o resgate ocorreu por conta de um erro no informe de localização, uma vez que eles estavam a oito milhas (cerca de treze quilômetros) do que havia sido notificado.

Modelo de catamarã 60 pés

Catamarã de 60 pés, mesmo modelo em que o pastor Valdemiro Santigo ficou à deriva (Divulgação)

Os passageiros foram removidos da lancha, que permaneceu para ser recuperada posteriormente, e foram desembarcados de volta em Ilhabela, tendo sido encontrados sem ferimentos nem sinais de desnutrição.

VEJA

Continue lendo
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

BRASIL

STF julga a partir de 11 de dezembro obrigatoriedade da vacinação contra Covid-19

Publicado

em

O Supremo Tribunal Federal (STF) vai julgar em plenário virtual a partir da sexta-feira da próxima semana, dia 11 de dezembro, duas ações que tratam da obrigatoriedade da vacinação contra Covid-19, conforme o relator dos processos, ministro Ricardo Lewandowski.

Em uma das ações ajuizada em outubro, o PDT quer garantir a competência de Estados e municípios de promover a vacinação obrigatória contra o novo coronavírus, diante das declarações do presidente Jair Bolsonaro contrárias à eventual exigência da adoção do imunizante.

Em outra, o PTB –partido aliado de Bolsonaro no Congresso– quer que o Supremo não determine essa obrigação de se vacinar.

Na sexta-feira desta semana, dia 4, o STF vai apreciar outra ação em julgamento virtual referente ao Covid-19: se o governo tem de ser obrigado a comprar 46 milhões de doses da vacina desenvolvida pela chinesa Sinovac, a CoronaVac, que será produzida no Brasil pelo Instituto Butantan.

Bolsonaro vetou o acordo para comprar essas doses e chegou a colocar em dúvida publicamente a eficácia desse imunizante.

No chamado plenário virtual, os ministros do STF apresentam seu voto por um sistema remoto e não há transmissão ao vivo da sessão.

Se um ministro quiser, ele pode pedir para que o julgamento ocorra no plenário presencial –o que, na prática, recomeça a apreciação do caso. Durante a pandemia, o plenário presencial tem sido substituído por sessões virtuais, mas neste caso, todos ministros se reúnem ao mesmo tempo e a sessão é transmitida ao vivo.

Brasil 247

Continue lendo

BRASIL

Desemprego em outubro bate novo recorde e vai a 14,1%, vê IBGE

Publicado

em

Em outubro, a taxa de desemprego no Brasil bateu novo recorde e atingiu 14,1%. É o resultado da pesquisa Pnad Covid-19, realizada desde maio pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), para avaliar diferentes impactos da pandemia no dia a dia dos brasileiros.

O total de pessoas sem ocupação em outubro chegou a 13,8 milhões, também recorde da série, com um aumento de 2,1% sobre setembro e de 35,9% desde o início da pesquisa (maio).

Os dados do IBGE revelam que a desigualdade entre as regiões, gêneros e etnias também se faz presente nas taxas de desemprego.

O indicador cresceu em outubro nas regiões Norte e Nordeste, manteve-se inalterada no Sudeste e Centro-Oeste, e caiu no Sul. Os valores das taxas de desocupação, em ordem decrescente, em outubro, foram: Nordeste (17,3%), Norte (15,1%), Sudeste (14,2%), Centro-Oeste (12,1%), e Sul (9,4%).

A taxa de desocupação entre as mulheres foi de 17,1%, maior que a dos homens, de 11,7%. Por cor ou raça, o índice era maior entre as pessoas de cor preta ou parda (16,2%) do que para brancos (11,5%). Isso representou um aumento de 0,1 ponto percentual na taxa entre pretos e pardos, enquanto a taxa entre os brancos manteve-se inalterada pelo segundo mês consecutivo.

Segundo o IBGE, havia 4,7 milhões de trabalhadores afastados do trabalho na semana da pesquisa. Entre eles, 900 mil (ou 19,2%) estavam sem a remuneração do trabalho.

Revista Fórum

Continue lendo

Facebook

Publicidade

Copyright © 2020 Barra Portal - Todos os direitos reservados