Connect with us

PARAÍBA

Menino de 12 anos vira sucesso em Ibiara

Publicado

em

Estudante da escola Ceci Badú de Sousa, o pequeno Leonardo Caicke de 12 anos, tem feito sucesso por onde passa. Aos 10 anos ele venceu o primeiro concurso de música promovido pela Prefeitura Municipal de Ibiara.

De lá pra cá, ele resolveu investir nos estudos para saber ler corretamente e seguir uma vocação que todos dizem ter herdado do avô, o sanfoneiro Eliziário Joca de 70 anos.

(Assista o vídeo gravado pelo DiamanteOnline durante uma visita ao cantor)

Morador da comunidade rural de Várzea Redonda, município de Ibiara, Leonardo revelou que seu maior sonho é seguir a carreira de cantor sertanejo, e que aprendeu a cantar e tocar violão sozinho.

Seus pais, Josefa Alves e Edivaldo Mangueira, tiram o sustento da família através da agricultura cultivada na comunidade, porém fazem todos os gostos de Leonardo tanto por ser filho único como também para lhe ver feliz, pois a maior felicidade dele é estudar e nas horas vagas tocar violão e cantar com a ajuda de uma caixa de som amplificada.

Leonardo tem feito sucesso por onde passa, pelo fato de ser uma criança muito comunicativa e esperta. Ele já participou de vários programas de rádio na região e ultimamente tem feito shows em casas de eventos.

Acompanhado do pai para onde quer que vá, o pequeno musico ibiarense disse ter repertório sobrando para 3 horas de show.

Leonardo disse ter despertado para a música ainda aos 6 anos de idade, porém só conseguiu cantar e tocar uma música completa aos 9 anos, a canção “O Rei do Baralho”.

O estudante do 8ª ano fundamental revelou que se inspira na dupla sertaneja Victor e Leo, e no cantor Luan Santana.

Avô Eliziário Joca

Eliziário é um dos sanfoneiros mais conceituados do Vale do Piancó. Ele aprendeu a tocar sanfona ainda quando era criança além de ter uma voz super afinada, ele já fez participações com Luiz Gonzaga, Pinto do Acordeon e outros músicos regionais.

WhatsApp

A comunidade onde Leonardo mora não possui serviço de telefonia móvel, porém há o serviço de internet via wi-fi, e essa foi a maneira que o sertanejo encontrou para gravar vídeos e enviar aos amigos, através do aplicativo WatsApp.

Sonho

Leonardo disse que não perde um só programa do Raul Gil, apresentado através do SBT, que já escreveu várias cartas ao programa e que não desistirá tão fácil de cantar no palco do apresentador.

Do DiamanteOnline

Continue lendo

PARAÍBA

Padre na Paraíba chama Jair Bolsonaro de ‘imoral’ e ‘genocida’ diante de postura na pandemia: “alguém que tem o prazer de matar”

Publicado

em

O pároco da Paróquia de Nossa Senhora de Guadalupe, no município de Guarabira, no Brejo paraibano, padre Adauto Tavares Gomes, chamou a atenção da população em geral e dos fieis ao fazer duras críticas ao presidente da República, Jair Bolsonaro. O religioso, em sua homilia dominical, chamou o chefe do Executivo de ‘imoral’ e de ‘genocida’ diante da postura que tem tomado frente a pandemia do coronavírus no Brasil.

De acordo com o padre, casos referente às aglomerações do Carnaval ainda não foram contabilizados, mas frisou o aumento diário da doença em todo o País. “Segundo a Secretária de Saúde do Estado, a leva do Carnaval ainda não chegou. Vai chegar pesado agora em março. Eu espero que não chegue a um lockdown, mas às vezes é necessário”, comentou, como o ClickPB apurou.

Além disso, reclamou do descumprimento da população na questão do isolamento social e destacou que não queria ser militar, “pois se e eu fosse militar, um ‘cabinha’ que botasse uma mesa na rua eu prendia na hora, levava para a cadeia. Vai ficar aglomerado lá na cadeia, mas no meio da rua não. Tem que respeitar”.

Nesse momento, o padre pontuou que o mundo vive a pandemia e esboçou às críticas ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido), que desde o início da pandemia vem negando a existência da doença, e ignorando os riscos de contaminação. “Já basta aquele desorientado do presidente da República, que não tem moral. É um imoral. A palavra é essa. O presidente da República é um imoral. O homem que não tem moral nenhuma. É um irresponsável. É que estou com vontade de dizer outra coisa, mas não vou dizer não, que é pecado dizer a missa”, criticou.

O sacerdote afirmou que Bolsonaro não tem responsabilidade com a vida da população. Podemos dizer que é um genocida: alguém que tem o prazer de matar”, pois “sai na rua sem máscara, aglomerando”. Além disso, Adauto Tavares acrescentou que, quem vota “nele também é sem moral”. 

Confira o que disse o padre em sua homilia:

 

 

ClickPB

Continue lendo

PARAÍBA

João Azevêdo desmente Bolsonaro após presidente afirmar que enviou R$ 21 bilhões para combate à pandemia na Paraíba

Publicado

em

O governador da Paraíba, João Azevêdo, desmentiu nas redes sociais os valores que foram divulgados pelo presidente Jair Bolsonaro, que seriam de repasses para o Estado em 2020. No Twitter, o presidente divulgou uma lista de repasses do Governo Federal para cada estado e a Paraíba aparece como tendo recebido R$ 21,2 bilhões, além de R$ 6,57 bilhões de auxílio, o que não procede segundo o governador.

”A Paraíba não recebeu R$ 21 bilhões para combater a pandemia”, disse o governador. ”Mais uma vez estão tentando confundir a população, distorcendo valores que incluem FPE, FPM, Auxílio Emergencial, entre outros que são obrigações constitucionais e não podem ser usados no enfrentamento à Covid-19”, completou.

João Azevêdo não foi o único a se queixar da postagem do presidente. Os governadores do Piauí, do Rio Grande do Sul e do Maranhão também reclamaram da forma que Jair Bolsonaro apresentou os números, que, misturando diversas obrigações federais, confunde a população levando a crer que todo o dinheiro poderia ser usado pelos estados no combate à pandemia.

”O presidente da República insiste em agredir a verdade para tentar atingir os governadores. Ele está postando contas malucas sobre recursos enviados aos estados, misturando com municípios, recursos de FPE, FPM, auxílio emergencial etc. Em suma, é um irresponsável”, escreveu o governador do Maranhão, Flávio Dino, nas redes sociais.

Ele afirmou que pretende processar o presidente. ”A mentira federal sobre repasse de recursos ao Estado do Maranhão é tão absurda que o valor ‘informado’ (R$ 36 bilhões) equivale quase ao DOBRO do orçamento do Estado em 2020. Vamos ter que, mais uma vez, entrar na Justiça por essa vergonhosa fake news”, escreveu Dino.

Continue lendo

Facebook

Publicidade

Copyright © 2020 Barra Portal - Todos os direitos reservados