Connect with us

POLÍTICA

Ministérios podem cair de 38 para 24 após reunião com Dilma

Publicado

em

São Paulo – O governo federal deve diminuir o número atual de ministérios de 38 para 24 se o estudo de enxugamento de casas do Planalto vingar. A informação é do blog do Lauro Jardim, da Revista VEJA.

O martelo não está 100% batido, mas essa possibilidade pode ser real depois da reunião marcada para as 19h de hoje (9) em Brasília, entre a Presidente Dilma Rousseff e os ministros. O vice-presidente, Michel Temer, também estará presente.

Encontro geralmente feito às segundas-feiras, dessa vez Dilma decidiu adiá-lo para o fim de semana no Palácio da Alvorada, já que ela tem compromisso agendado em São Luís (MA) amanhã (10).

Na ocasião, ela entregará unidades habitacionais do programa Minha Casa, Minha Vida. Em pauta, além da reforma ministerial, estará a atual tensão com a Câmara e os problemas com os aliados PDT e PTB.

Culpa

Em reunião urgente feita entre Dilma e ministros do PT na semana passada, foi pedido à presidente que ela reconhecesse em pronunciamento público os seus erros de gestão.

Isso poderia ajudar a conter a crise antes que ela se torne irreversível. Seria uma maneira de ajudar o governo a recuperar força antes dos protestos marcados em todo o Brasil para o próximo dia 16.

Portal Exame

Continue lendo

POLÍTICA

Depois de aumento de energia, Bolsonaro pede para “apagar a luz” e tomar “banho mais rápido”

Publicado

em

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) disse, durante sua live desta quinta-feira (3), que os brasileiros devem “apagar a luz” e “tomar banhos mais rápidos”. A “recomendação” foi dada como resposta ao aumento na tarifa de energia neste mês de dezembro.

Desde o dia 1º de dezembro, a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) autorizou a aplicação da tarifária vermelha patamar 2 nas contas de luz, a mais cara do sistema. Com isso, os consumidores vão pagar R$ 6,243 para cada 100 quilowatts-hora. Isso bem no mês em que tradicionalmente há um aumento de consumo devido às luzinhas de Natal.

Já sabendo que essa alta vai provocar críticas a seu governo, Bolsonaro falou: “Eu apago todas as luzes do Palácio ao Alvorada, não tem o por quê. Tenho certeza que você que está em casa pode apagar uma luz agora. A gente pede que apague uma luz para evitar desperdício, toma banho um pouquinho mais rápido”, disse.

Bolsonaro levou para a live, para tentar justificar a alta, seu ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque. O auxiliar afirmou que os níveis dos reservatórios nas usinas hidrelétricas da região Sul estão no nível mais baixo desde 2000. Essa baixa nas represas aliada ao aumento no consumo de energia foi a justificativa da Aneel para impor aos aumentos.

“Estávamos esperando as chuvas no final de outubro e começo de novembro, mas não vieram. Acho que estão sinalizando para os próximos dias uma chuva”, afirmou Bolsonaro.

Cloroquina

Bolsonaro retomou o tema da Covid, e disse que, apesar de sempre ter defendido o uso da cloroquina e hidroxicoroquina no tratamento da Covid-19, sabia que o medicamento não tinha eficácia comprovada.

Continue lendo

POLÍTICA

Com Covid-19, Maranhão é transferido para a UTI após quadro clínico se agravar

Publicado

em

Com Covid-19, o senador José Maranhão (MDB), internado desde domingo (29), sofreu um agravamento no quadro clínico nesta quinta-feira (3). O emedebista apresentou um quadro de febre e falta de ar, por conta disso ele foi transferido para uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Alberto Urquiza Wanderley (Unimed), em João Pessoa.

De acordo com o último boletim médico, o senador, “segue consciente, em uso de oxigênio sob máscara”. A nota indica ainda que novos exames estão sendo realizados”.

Informações de bastidores apontam que a família de Maranhão avalia com os médicos a possibilidade de transferência dele para São Paulo. Ele seria transferido para o hospital Sírio-Libanês, um dos mais renomados do país.

Paraíba Já

 
 
 

Continue lendo

Facebook

Publicidade

Copyright © 2020 Barra Portal - Todos os direitos reservados