Connect with us

BRASIL

PM de Penápolis (SP) interrompe ronda para alimentar cão faminto; veja foto

Publicado

em

Penápolis (480 km de São Paulo), que alimentou um cachorro de rua faminto, comoveu internautas e gerou repercussão nas redes sociais desde que foi postada, na quinta-feira (18). Desde então, a imagem, feita pelo parceiro de trabalho do policial, já tem mais de 252 mil curtidas e 81 mil compartilhamentos no Facebook.

Lauro Miller, de 28 anos, autor da boa ação, é policial há sete e conta que patrulhava um bairro na periferia da cidade quando notou a presença de um cachorro, muito magro e aparentemente debilitado. “Estávamos patrulhando o bairro com o objetivo de combater o tráfico de drogas. Já tínhamos terminado nossa ação e íamos para outro local, quando passamos pelo cachorro”, conta.

Comovido com a situação do animal, Miller foi, com a viatura, até uma casa de ração que fica nas proximidades do local e comprou R$ 3 em alimento para o cachorro. Voltou, então, ao local onde havia encontrado o animal, que estava por lá. “Dei a ração pra ele ali na rua mesmo “, lembrou.

Ele conta ainda que, depois de comer, o animal acabou saindo correndo, o que impediu que ele acionasse alguma ONG de auxilio a animais abandonados. “Mas espero que ele seja encontrado e ajudado logo”, disse.

Divulgação feita por instrutor de segurança ajudou na repercussão

A foto surgiu quando o policial Ederson do Passos Gropo, que acompanhava Miller durante o patrulhamento, achou resolveu registrar o momento. Depois, ele compartilhou a imagem em sua página no Facebook. A partir de então, ela começou a ser divulgada.

Mas foi graças ao consultor de segurança brasileiro Marcos do Val, que é instrutor da SWAT norte-americana, que a imagem ganhou repercussão na Internet.

Do Val postou a foto em sua página pessoal na rede social, que tem mais de 1,5 milhão de curtidas.A intenção, segundo ele, foi divulgar uma boa ação da polícia, que muitos não conhecem. “Esse é o soldado  Lauro Miller, da Polícia Militar de São Paulo. Como dizem, uma imagem vale por mil palavras!”, disse ele, ao compartilhar a imagem.

Procurado, ele informou que esse tipo de ação é corriqueira em outros países mas que, no Brasil, infelizmente ainda não é comum. “Por isso, achei justo valorizar quem teve esse pensamento”, disse.

População de Penápolis aprova gesto de Miller

Entre a população de Penápolis, a medida recebeu intensos elogios, especialmente nas redes sociais. “Coração humano são poucos que carregam no peito  Foi um gesto de amor.  Parabéns ao policial militar Lauro Miller, um verdadeiro exemplo”, disse Irene Bistaffa, moradora na cidade.PM Lauro Miller alimenta um cachorro abandonado em rua de Penápolis (SP)

Para Miller, a intensa repercussão da foto foi boa para mostrar o lado humano e positivo do trabalho da PM, que, segundo o policial, sempre é criticada. “Mostra que a Polícia Militar também é composta por pessoas humanas, ao contrário do que muitos dizem”, conta.

Continue lendo

BRASIL

Petrobras anuncia aumento de 5% no preço do gás de cozinha

Publicado

em

No mesmo dia em que divulgou redução de 2% no preço da gasolina, a Petrobras anunciou aumento de 5% no preço médio do Gás Liquefeito de Petróleo (GLP), o gás de cozinha. Com a elevação, que entra em vigor nesta quinta-feira (3/12), o preço médio da estatal será equivalente a R$ 33,89 por botijão de 13 quilos (kg). No acumulado do ano, houve alta de 21,9% ou de R$ 6,08 por botijão.

A petroleira esclareceu que, desde novembro de 2019 “igualou os preços de GLP para os segmentos residencial e industrial/comercial, e que o GLP é vendido pela Petrobras a granel”. “As distribuidoras são as responsáveis pelo envase em diferentes tipos de botijão e, junto com as revendas, são responsáveis pelos preços ao consumidor final”, destacou em nota.

Commodities

Conforme acompanhamento com base em dados da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), na semana de 25 de outubro de 2020 a 31 de outubro de 2020, 43% do preço ao consumidor final correspondiam à parcela da Petrobras e os demais 57% traduziam as parcelas adicionadas ao longo da cadeia até clientes finais, referindo-se a tributos e margens brutas de distribuição e revenda.
 
“Os preços de GLP praticados pela Petrobras seguem a dinâmica de commodities em economias abertas, tendo como referência o preço de paridade de importação, formado pelo valor do produto no mercado internacional, mais os custos que importadores teriam, como frete de navios, taxas portuárias e demais custos internos de transporte para cada ponto de fornecimento. Esta metodologia de precificação acompanha os movimentos do mercado internacional, para cima e para baixo”, informou a estatal.
 
Ao longo do ano, refletindo as reduções e as variações do mercado internacional, a Petrobras reduziu os preços de venda do GLP às companhias distribuidoras, chegando a uma variação acumulada de -21,4% em maio (-5,96 reais por botijão de 13 kg). Da mesma forma, os preços acompanharam a recuperação do mercado internacional, também sendo influenciados pelo câmbio. Atualmente, a variação do preço médio acumulada no ano é de 21,9%.
 
.
Estado de Minas

Continue lendo

BRASIL

Após ação em Criciúma, Cametá, no Pará, vive madrugada de terror com assalto a banco

Publicado

em

Um dia depois do mega assalto em Criciúma, em Santa Catarina, um grupo armado roubou diversas agências bancárias em Cametá, no Pará, na madrugada desta quarta-feira (2).

Imagens que circulam nas redes sociais mostram que criminosos utilizaram dezenas de reféns como escudo humano para se locomover pela cidade. De acordo com o UOL, moradores estavam em bares quando foram abordados.

Segundo o prefeito da cidade, Waldoli Valente, um jovem morreu no confronto. “Rogamos ainda a Deus que conforte a família do jovem que perdeu a vida de forma covarde”, escreveu no Facebook. Ele informou ainda que a Polícia Militar foi acionada para conter o assalto.

 

A Polícia Federal está investigando se o mega assalto que ocorreu em Criciúma, na madrugada desta terça-feira (1º), teve participação de membros do PCC (Primeiro Comando da Capital).

A ação na cidade de Santa Catarina é uma cena que vem se repetindo em diversas cidades do interior do país. Criminosos agem em grupos grandes, usam carros de primeira linha, explosivos e armamentos pesados.

Revista Fórum

Continue lendo

Facebook

Publicidade

Copyright © 2020 Barra Portal - Todos os direitos reservados