Connect with us

GERAL

Polícia ‘desfila’ por ruas e população aplaude prisão de suspeitos de matar PM na PB

Publicado

em

Os suspeitos de participação de um assalto, que terminou com o assassinato de um Policial Militar na cidade de Patos, Sertão paraibano, a 317 km de João pessoa, foram apresentados aos policiais militares em serviço e à população do município durante um ‘desfile’ na tarde do sábado (6). Durante o trajeto pelas ruas da cidade a população aplaudiu a ação da PM e pediu justiça. O comandante da PM na Paraíba, coronel Euller Chaves, se manifestou sobre o caso nas redes sociais. Confira mais abaixo nesta matéria.

No total, são sete suspeitos de envolvimento no crime, sendo três maiores de idade, que estão presos, dois menores, que foram apreendidos, e outros dois que morreram durante o confronto com a polícia.

O delegado da Polícia Civil em Patos, Silvio Rabelo, disse que os suspeitos faziam parte de uma quadrilha responsável pela realização de assaltos, assassinatos e arrombamentos a caixas eletrônicos com atuação também no estado de Pernambuco.

Prisão dos suspeitos

A prisão e detenção de quatro dos suspeitos teria ocorrido após as policiais chegarem até uma casa, no município de São José do Bonfim, na região de Patos, que servia de ponto de apoio para o grupo criminoso.

Eles estariam bebendo no local quando perceberam a chegada dos policiais e tentaram fugir. Na casa, dois suspeito foram presos, um morreu e outro ficou ferido, sendo socorrido para o Hospital Regional de Patos, mas vindo a óbito.

Os outros três suspeitos, sendo dois menores, foram detidos na cidade de Patos, próximo ao local do crime.

O comandante do 3º Batalhão da PM, Francisco Campos, informou que, com os suspeitos, foram apreendidas duas espingardas calibre 12, uma delas utilizada para matar o policial militar, um revólver, a motocicleta da vítima, parte do dinheiro roubado e ainda vestimentas e capuzes.

Entenda o crime

O policial militar Ubirajara Moreira Dias foi morto na madrugada do sábado durante um assalto, no momento em que abastecia a motocicleta em um posto de combustíveis na cidade de Patos.

Dois bandidos teriam chegado ao posto e anunciado o assalto. Quando o policial percebeu a ação teria tentado reagir, mas fora rendido.

Os criminosos teriam levado o policial e funcionários do posto para uma das salas do local, onde houve o disparo que matou a vítima. Os criminosos fugiram levando o dinheiro, a moto e a arma do policial.

Nota do coronel Euller Chaves

“Estamos muito tristes pela perda irreparável do Cabo UBIRAJARA Moreira Dias, do 3º BPM, assassinado na madrugada deste sábado. Ao tempo em que parabenizamos os Companheiros do Sertão que deram resposta imediata e aos Cidadãos pelo apoio público a nossa PMPB.”

Continue lendo

GERAL

20 coisas que o brasileiro quer fazer quando a pandemia acabar

Publicado

em

Nem carrões, nem mansão, nem ganhar na Mega-Sena. Adquirir coisas materiais não está mais entre os primeiros sonhos do brasileiro para quando a pandemia acabar.

Os desejos das pessoas mudaram e hoje o que elas querem é ter de volta as coisas mais simples da vida e recuperar a liberdade.

Fizemos uma enquete nas redes sociais do Só Notícia Boa para descobrir os planos dos nossos seguidores. Perguntamos quais “as duas coisas que você quer fazer quando a pandemia acabar”.

A amostragem revelou que, disparadamente, o que eles mais desejam hoje é viajar.  A resposta foi dada por uma a cada três pessoas que responderam à enquete.

Depois, com votação apertada, aparece na segunda colocação a vontade de poder abraçar livremente as pessoas queridas.

A terceira intenção mais votada, para quando tudo isso passar, é poder se reunir em casa com parentes.

Em quarto lugar, o desejo de abandonar de vez o uso de máscaras e em quinto, poder ir a um barzinho beber com os amigos.

Agradecer a Deus por ter sobrevivido à pandemia apareceu 10º lugar na amostragem.

A enquete livre, sem pretensão de ser uma pesquisa científica, foi feita nesta quinta, 1º, no Instagram, Facebook e no Twitter do Só Notícia Boa.

Veja o Top 20 – (o brasileiro quer fazer quando acabar a pandemia)

  1. Viajar
  2. Abraçar
  3. Visitar parentes/reunir a família
  4. Sair sem máscara
  5. Ir no bar/boteco beber com amigos
  6. Fazer festa e reunir amigos em casa
  7. Ir à praia
  8. Aglomerar, ir para balada
  9. Dançar
  10. Agradecer a Deus
  11. Ir a shows e festivais
  12. Fazer churrasco com amigos
  13. Trabalhar sem medo
  14. Ir à igreja
  15. Ir ao cinema
  16. Beijar na boca
  17. Jantar fora / sair à noite
  18. Fazer sexo
  19. Ir à faculdade
  20. Ir ao shopping

Pra tudo isso acontecer, vamos continuar com as medidas protetivas, evitar aglomerações e torcer para a vacina chegar logo para todos nós brasileiros.

 

Por Rinaldo de Oliveira, da redação do Só Notícia Boa

Continue lendo

GERAL

Pesquisa: 91% veem colapso na saúde e 71% querem CPI da Pandemia

Publicado

em

A lotação dos leitos de UTI, cuja taxa de ocupação está acima de 90% em 17 estados e o alto número de mortes em decorrência da Covid-19 faz com que 91% dos brasileiros acreditem que o sistema de saúde está em colapso. 71% avaliam que a gestão da crise sanitária pelo governo Bolsomaro deve ser alvo de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI). Os dados constam da pesquisa Exame/Ideia divulgada nesta sexta-feira (26).

Segundo o levantamento, os maiores índices de constatação da falência do sistema são nas regiões Norte (95%) e Nordeste (93%). Esta percepção também alcança uma das principais bases de apoio de Jair Bolsonaro: os evangélicos. Neste segmento, 86% avaliam que que o atendimento colapsou.

O levantamento aponta ainda que 71% dos brasileiros aprovam a criação de uma CPI para apurar a atuação do Ministério da Saúde e do governo Bolsonaro como um todo no combate à pandemia. Apesar do alto índice de aprovação em torno da abertura de uma CPI, 56% dos entrevistados não sabem como ela funciona e nem qual é a sua finalidade específica.

Em relação às medidas restritivas e de distanciamento social para conter o avanço do coronavírus, 56% dos entrevistados disseram apoiar iniciativas como o toque de recolher e o fechamento de atividades não essenciais.

Para 35% da população, a gestão do ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello durante a crise foi considerada ruim ou péssima. Outros 36% avaliam que a situação não deve mudar com a chegada do novo ministro, o médico Marcelo Queiroga. Já 27% acreditam que o cenário deve melhorar, e 11% acham que ele fará um trabalho pior que seu antecessor.

A pesquisa EXAME/IDEIA, ouviu 1.255 pessoas entre os dias 22 e 24 de março e possui margem de erro de três pontos percentuais para mais ou para menos.

Fonte: Brasil 247

Continue lendo

Facebook

Publicidade

Copyright © 2020 Barra Portal - Todos os direitos reservados