Connect with us

POLÍCIA

PRF flagra crimes ambientais na PB e RN; 75 detidos e 1,5 mil animais apreendidos

Publicado

em

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) concluiu na tarde desta quarta-feira (20), a Operação Temática de Combate à Crimes Ambientais (Otecca), que teve a duração de duas semanas e abrangeu os estados da Paraíba e Rio Grande do Norte. Ao todo, 75 pessoas foram detidas e 1.578 animais apreendidos, sendo 1.315 mortos e 263 vivos.

Durante a operação ainda foram apreendidas 46,1 m³ de madeira; 4,8 toneladas de pescado; três armas de fogo; 108 munições; 61,5 toneladas de minérios; 8 m³ de carvão; e três veículos roubados recuperados.

A operação foi realizada pela PRF em parceria com o Ibama, Batalhão de Polícia Ambiental e a Sudema. O alvo foram os crimes que ferem a legislação ambiental, a exemplo da extração de minérios, madeira ou criação de animais sem autorização do órgão competente; maus-tratos de animais; transporte de produtos químicos com risco de contaminação ao meio ambiente; despejo de resíduos em mananciais, entre outros.

A operação planejada pela PRF foi dividida em duas fases. A primeira teve início na semana passada no estado do Rio Grande do Norte. Já a segunda foi desencadeada na Paraíba. O diferencial destas ações foi a participação de órgãos parceiros, que proporcionaram muito mais eficiência e celeridade nas ações, otimizando os resultados. Os parceiros foram o IBAMA, Ministério Público Estadual da Paraíba, Batalhão de Policiamento Ambiental da PMPB e Sudema/PB.

Um dos casos mais curiosos foi registrado na cidade de Patos, Sertão paraibano, onde um homem, que se apresentou como sargento da Polícia Militar da Paraíba, foi preso em sua casa com mais de 1.200 aves mortas, sete tatus peba, além de uma ave silvestre viva, que não tinha a autorização do Ibama para criá-la. Os agentes da PRF descobriram que ele comercializava estes animais para o consumo humano.

Do WSCOM Online

Continue lendo

POLÍCIA

ESPERANÇA: padre suspeito de matar homem em acidente de carro vai responder em liberdade

Publicado

em

O padre preso no domingo (15) acusado de provocar um acidente que culminou na morte de um homem acabou conseguindo na justiça a sua liberdade provisória, o que permite que ele responda ao processo em liberdade. A suspeita é a de que ele estava embriagado quando perdeu o controle do carro que dirigia, na BR-104, em Esperança. Ele acabou invadindo a contramão e colidindo em uma moto que vinha no sentido contrário. Uma pessoa morreu na hora e outra ficou ferido.

O padre é conhecido por Assis e ele foi preso em flagrante na noite de domingo. Como o crime é inafiançável, ele dormiu na prisão. Mas, no dia seguinte, na audiência de custódia, a Justiça concedeu a ele o direito de responder em liberdade.

A delegada de Esperança, Socorro Silva, explicou que o processo continua. E que o próximo passo é ouvir o testemunho da pessoa que sobreviveu à batida. Ainda assim, ela já disse que vai indiciar o padre.

“Ele vai responder por homicídio e por lesão corporal no trânsito, com o agravante de estar dirigindo sob efeito de bebida alcoólica”, declarou a delegada.

O homem que sobreviveu ao acidente segue internado no Hospital de Trauma de Campina Grande. Ele chegou ao local gravemente ferido, mas os médicos conseguiram estabilizá-lo.

No dia do acidente, a Polícia Rodoviária Federal informou que o padre se recusou a fazer o teste do bafômetro.

Por G1 PB

Continue lendo

POLÍCIA

Cinco suspeitos de ataques a bancos são mortos após intensa troca de tiros com policiais em Areia-PB

Publicado

em

Cinco suspeitos de realizar ataques a bancos foram mortos, na madrugada desta quarta-feira (17), durante uma intensa troca de tiros com a Polícia Militar, na cidade de Areia, na Paraíba. Ainda na ação, outros dois foram presos, um ficou ferido e armas de grosso calibre, munições e os veículos usados pelos criminosos foram apreendidos. 

A Polícia Militar informou que por volta das 3h, cercou o município, frustrando assim ataques a bancos que os bandidos planejavam para a madrugada. 

Com a chegada dos policiais deu início a uma intensa troca de tiros. No tiroteio, cinco suspeitos de envolvimento com a quadrilha foram mortos e outros dois foram presos, além de um ferido. 

Ainda de acordo com a Polícia, os suspeitos espalharam grampos ao redor da cidade e derrubaram árvores por onde passaram, para impedir o acesso dos policiais. 

A ação contou com aproximadamente 40 policiais do 15º Batalhão, Grupamento Tático de Ações Especiais (GATE) e Grupamento Especializado de Operações em Área de Caatinga (GEOsAC).

As buscas ainda continuam. Nenhum policial ficou ferido. 

Continue lendo

Facebook

Publicidade

MAIS LIDAS DE HOJE

Copyright © 2020 Barra Portal - Todos os direitos reservados