Connect with us

PARAÍBA

Ricardo se reúne com os 54 prefeitos do PSB na 2ª

Publicado

em

Com a presença do governador Ricardo Coutinho, o PSB vai reunir, na próxima segunda-feira (10), os 53 prefeitos eleitos pelo PSB, mais o prefeito de Itaporanga, que se filiou à legenda logo após o pleito, além dos 18 vices prefeitos também eleitos pela sigla, para traçar estratégias de governo a partir de janeiro de 2017.

O encontro será realizado no Hotel Sapucaia, no bairro de Tambaú, em João Pessoa, e está previsto para as 10h. A expectativa é que o encontro se estenda durante toda a tarde.

Os eleitos deverão fazer uma análise sobre os pontos fortes e fracos da campanha e também traçar metas de governo para os próximos quatro anos.

O presidente da sigla na Paraíba, Edvaldo Rosas falou com exclusividade ao PB Agora e adiantou a pauta da reunião. O PSB fez 54 prefeito, o que representa 14% dos eleitos do PSB no país.

“O governador deseja recepcionar todos os que foram prefeitos, como os que são de primeira viagem e que vieram de outras siglas também. Faremos um quadro de projeções e parcerias, além de nortear sobre política de formação, gestão pública, papel do prefeito e vice, além de unificar a política partidária e orientação da sigla para seus filiados”, explicou.

Segundo Edvaldo Rosas o número de prefeitos quase dobrou, de 28 passará para 54 em 2017. E vereadores são 118 e terão 399 a partir de 2017. Inclusive, Rosas revelou que haverá em breve uma reunião com os vereadores eleitos para esclarecer a orientação da sigla para a próxima legislatura.

Confira a lista dos prefeitos eleitos em toda a Paraíba:

1. Água Branca – Tom (PMDB)

2. Aguiar – Lourival (PTB)

3. Alagoa Grande – Sobrinho (PSB)

4. Alagoa Nova – Aquino (PSDB)

5. Alagoainha – Jeová José (PMDB)

6. Alcantil – Milton (PRB)

7. Algodão de Jandaíra (PSD)

8. Alhandra – Renato Mendes (DEM)

9. Amparo – Inácio Nóbrega (DEM)

10. Aparecida – Júlio César (PSD)

11. Araçagi – Murílio Nunes (PSB)

12. Arara – Nen (PSL)

13. Araruna – Vital Costa (PP)

14. Areia – João Francisco (PSDB)

15. Areia de Baraúnas – Guia de Zé de Pedro Felho (DEM)

16. Areaial – Adelson (PSDB)

17. Aroeiras – Mylton Marques (PSDB)

18. Assunção – Vogel (PTB)

19. Baía da Traição – Serginho Lima (PTB)

20. Bananeiras – Douglas Lucena (PSB)

21. Baraúna – Manasses Dantas (PSB)

22. Barra de Santa Rosa – Neto (DEM)

23. Barra de Santana – Cacilda (PSD)

24. Barra de São Miguel – João Batista (PSB)

25. Bayeux – Berg Lima (PTN)

26. Belém – Renata (PMDB)

27. Belém do Brejo do Cruz – Evandro Maia (PTdoB)

28. Bernardino Batista – Gervázio Gomes (PSB)

29. Boa Ventura – Leonice Lopes (PSD)

30. Boa Vista – André Gomes (PDT)

31. Bom Jesus – Roberto Bayma (PSD)

32. Bom Sucesso – Pedro Caetano (PTB)

33. Bonito de Santa Fé – Chico Pereira (PSB)

34. Boqueirão – João Paulo II (PSD)

35. Borborema – Gilene (PTB)

36. Brejo do Cruz – Barão (PR)

37. Brejo dos Santos – Dr. Lauri (PSDB)

38. Caaporã – Kiko (PDT)

39. Cabaceiras – Tiago Castro (PSB)

40. Cabedelo – Leto Viana (PRP)

41. Cachoeira dos Índios – Allan (PSB)

42. Cacimba de Areia – Rogério Campos (PMDB)

43. Cacimba de Dentro – Nelinho (PSB)

44. Cacimbas – Léo (PSB)

45. Caiçara – Hugo Alves (PSB)

46. Cajazeiras – José Aldemir (PP)

47. Cajazeirinhas – Assis Rodrigues (PSB)

48. Caldas Brandão – Nelma Rolim (PMDB)

49. Camalaú – Sandro Moco (PSDB)

50. Campina Grande – Romero Rodrigues (PSDB)

51. Capim – Tiago Lisboa (PSDB)

52. Caraúbas – Silvano Dudu (PSB)

53. Carrapateira – Marineide de Dedé (PR)

54. Casserengue – Dinda (PSDB)

55. Catingueira – Dr. Edir (PMDB)

56. Catolé do Rocha – Leomar Benício Maia (PTB)

57. Caturité – Zé João (PSD)

58. Conceição – Nilson Lacerda (PSDB)

59. Condado – Caio Paixão (PR)

60. Conde – Márcia Lucena (PSB)

61. Congo – Júnior Quirno (PDT)

62. Coremas – Chaguinha de Edilson (PDT)

63. Coxixola – Givaldo (DEM)

64. Cruz do Espírito Santo – Pedrito (PSD)

65. Cubati – Dudu (PSD)

66. Cuité – Charles Camaraense (PSL)

67. Cuité de Mamanguape – Jair da Farmácia (PSC)

68. Cuitegi – Guilherminho Madruga (PSB)

69. Curral de Cima – Totó Ribeiro (PSDB)

70. Curral Velho – Filhinho (PSDB)

71. Damião – Lucildo (PSB)

72. Desterro – Didi (PR)

73. Diamante – Carmelita de Odoniel (PSDB)

74. Dona Inês – João Idalino (PSD)

75. Duas Estradas – Joyce (PR)

76. Emas – Segundo Madruga (PMDB)

77. Esperança – Nobinho (PSB)

78. Fagundes – Magna Danas (PMDB)

79. Frei Martinho – Aido (PSB)

80. Gado Bravo – Dr Paulo (PSDB)

81. Guarabira – Zenóbio Toscano (PSDB)

82. Gurinhém – Cláudio Madruga (PMDB)

83. Gurjão – Ronaldo (PSC)

84. Ibiara – Nivaldo Barros (PSB)

85. Igaracy – Lídio Carneiro (PTB)

86. Imaculada – Dada Lustosa (PSD)

87. Ingá – Manoel da Lenha (PSD)

88. Itabaiana – Dr. Lúcio (PSB)

89. Itaporanga – Divaldo Dantas (PMDB)

90. Itapororoca – Elissandra (DEM)

91. Itatuba – Aron (PSB)

92. Jacaraú – Elias Costa (PMDB)

93. Jericó – Cláudio (PP)

94. João Pessoa – Luciano Cartaxo (PSD)

95. Joca Claudino – Dra Jordhanna (PTB)

96. Juarez Távora – Ana de Nal (PSB)

97. Juazeirinho – Bevilacqua (PTdoB)

98. Junco do Seridó – Kleber (PSB)

99. Juripiranga – Dr. Paulo (PSB)

100. Juru – Luiz Galvão (PSB)

101. Lagoa – Toinho Alípio (PSB)

102. Lagoa de Dentro – Fabiano Pedro (PSD)

103. Lagoa Seca – Fábio Carvalho (PSDB)

104. Lastro – Dr. Athaíde (PSDB)

105. Livramento – Carmelita Ventura (PR)

106. Logradouro – Célia (PSB)

107. Lucena – Marcelo Monteiro (PSB)

108. Mãe D’Água – Cirino (PMDB)

109. Malta – Nael Rosa (PMDB)

110. Mamanguape – Eunice (PMDB)

111. Manaíra – Nel (PMN)

112. Marcação – Lili (PMDB)

113. Mari – Antônio Gomes (PSD)

114. Marizópolis – Zé de Pedrinho (PSDB)

115. Massaranduba – Paulo Oliveira (PSDB)

116. Mataraca – Egberto (PTB)

117. Matinhas – Fátima Silva (PSD)

118. Mato Grosso – Doca (PMDB)

119. Maturéia – Zé Pereira (PDT)

120. Mogeiro – Alberto Ferreira (PR)

121. Montadas – Jonas (PSD)

122. Monte Horebe – Marcos Eron (PMDB)

123. Monteiro – Lorena de Dr. Chico (PSDB)

124. Mulungu – Melquíades Nascimento (PTB)

125. Natuba – Janete Santos (PMDB)

126. Nazarezinho – Silvan Mendes (PR) 127. Nova Floresta – Jarson do Pastro (PSB)

128. Nova Olinda – Diogo (PSDB)

129. Nova Palmeira – Ailton (PTB)

130. Olho D’Água – Genoilton (PMDB)

131. Olivedos – Deusinho (PSD)

132. Ouro Velho – Natália de Dr. Júnior (PSD)

133. Parari – Josa (PSB)

134. Passagem – Magno de Bá (PMDB)

135. Patos – Dinaldinho Wanderley (PSDB)

136. Paulista – Valmar (PR)

137. Pedra Branca – Allan Bastos (PR)

138. Pedra Lavrada – Jarbas Melo (PSD)

139. Pedras de Fogo – Dedé Romão (PSB)

140. Pedro Régis – Baia (PSDB)

141. Piancó – Daniel Galdino (PSD)

142. Picuí – Olivânio (PT)

143. Pilar – Benício Neto (PSB)

144. Pilões – Erimar Flor (PSB)

145. Pilõezinhos – Mônica de Sandro (PSDB)

146. Pirpirituba – Didiu (PSDB)

147. Pitimbu – Leonardo (PSD)

148. Pocinhos – Cláudio Chaves (PTB)

149. Poço Dantas – Dedé de Zé Cláudio (PTB)

150. Poço de José de Moura – Aurileide (DEM)

151. Pombal – Dr. Verissinho (PMDB)

152. Prata – Júnior de Nôta (PMDB)

153. Princesa Isabel – Ricardo Pereira (PSB)

154. Puxinanã – Felipe Coutinho (PRB)

155. Queimadas – Carlinhos de Tião (PSB)

156. Quixaba – Cláudia (PMDB)

157. Remígio – Chió (PSB)

158. Riachão – Fábio Moura (PTB)

159. Riachão do Bacamarte – Gordo Amaral (PSDB)

160. Riachão do Poço – Cilinha (DEM)

161. Riacho de Santo Antônio – Ofila (PTB)

162. Riacho dos Cavalos – Hugo (PP)

163. Rio Tinto – Fernando Naia (PSB)

164. Salgadinho – Marcos Alves (PSDB)

165. Salgado de São Félix – Adjanilson (DEM)

166. Santa Cecília – Beto de Chico (DEM)

167. Santa Cruz – Paulo César (PSB)

168. Santa Helena – Emanuel (PSD)

169. Santa Inês – Dr. João (PDT)

170. Santa Luzia – Zezé (PMDB)

171. Santa Rita – Dr. Emerson Panta (PSDB)

172. Santa Terezinha – Terezinha de Zé Afonso (PSDB)

173. Santana de Mangueira – Zé Inácio (PSDB)

174. Santana dos Garrotes – Dedé (PSB)

175. Santo André – Silvano Marinho (PDT)

176. São Bentinho – Giovana (PSB)

177. São Bento – Dr. Jarques (DEM)

178. São Domingos de Pombal – Odaisa (PR)

179. São Domingos do Cariri – Inara (PSDB)

180. São Francisco – João Bosco Filho (PSDB)

181. São João do Cariri – Cosme (DEM)

182. São João do Rio do Peixe (PP)

183. São João do Tigre – Célio (PSB)

184. São José da Lagoa Tapada – Coloral (PSD)

185. São José de Caiana – Zé Leite (PR)

186. São José de Espinharas – Neto Gomes (PSB)

187. São José de Piranhas – Chico Mendes (PSB)

188. São José de Princesa – Maria Assunção (PMDB)

189. São José do Bonfim – Rosalba Mota (PMDB)

190. São José do Brejo do Cruz – Ana Maria (PR)

191. São José do Sabugi – Segundo (DEM)

192. São José dos Cordeiros – Jefferson (PSB)

193. São José dos Ramos – Eduardo Caxias (PMDB)

194. São Mamede – Dr. Jefferson Morais (DEM)

195. São Miguel de Taipu – Clodoaldo (PMDB)

196. São Sebastião de Lagoa de Roça – Severo (PSDB)

197. São Sebastião do Umbuzeiro – Adriano Wolff (DEM)

198. São Vicente do Seridó – Graciete (PSB)

199. Sapé – Roberto Feliciano (PSB)

200. Serra Branca – Souzinha (PDT)

201. Serra da Raiz – Adailma (PTB)

202. Serra Grande – Jairo (PSDB)

203. Serra Redonda – Danilo (PSD)

204. Serraria – Batista Pinheiro (PTdoB)

205. Sertãozinho – Antônio de Eloi (PSL)

206. Sobrado – George Coelho (PSB)

207. Solânea – Kaiser Rocha (DEM)

208. Soledade – Geraldo Moura (PP)

209. Sossêgo – Neide (PSB)

210. Sousa – Fábio Tyrone (PSB)

211. Sumé – Eden Duarte (PSB)

212. Tacima – Erivan Bezerra (PMDB)

213. Taperoá – Jurandi Pileque (PMDB)

214. Tavares – Dr. Ailton (PMDB)

215. Teixeira – Nego de Guri (PMDB)

216. Tenório – Evilázio (PSB)

217. Triunfo – Zé Mangueira (PTB)

218. Uiraúna – Dr. Bosco (PSDB)

219. Umbuzeiro – Nivaldo (PSB)

220. Várzea – Toninho (DEM)

221. Vieirópolis – Célio da Usina (PSC)

222. Vista Serrana – Sérgio de Levi (PMDB)

223. Zabelê – Dalyson (PSDB)

Ranking dos partidos eleitos

PSB elegeu 53 prefeitos

PSDB elegeu 46 prefeitos

PMDB elegeu 33 prefeitos

PSD elegeu 25 prefeitos

DEM elegeu 17 prefeitos

PTB elegeu 17 prefeitos

PR elegeu 13 prefeitos

PDT elegeu 8 prefeitos

PP elegeu 6 prefeitos

PSL elegeu 3 prefeitos

PTdoB elegeu 3 prefeitos

PSC elegeu 3 prefeitos

PRB elegeu 2 prefeitos

PTN elegeu 1 prefeito

PMN elegeu 1 prefeito

PTdoB elegeu 1 prefeito


PB Agora

Continue lendo
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

PARAÍBA

Secretário diz que 20 de abril pode trazer reflexo do ‘feriadão de isolamento’ com queda de mortes e novos casos de Covid-19

Publicado

em

O secretário de Estado da Saúde, Geraldo Medeiros, apontou que o dia 20 de abril deve ser o início da virada nos números de mortes e novos casos de Covid-19 na Paraíba, trazendo o reflexo do ‘feriadão de isolamento’, estabelecido na Semana Santa para frear o novo coronavírus. A declaração foi dada em entrevista ao programa Arapuan Verdade, nesta segunda-feira (5), conforme apurou o ClickPB.

“Nós estávamos em restrição sanitária desde o dia 23 de fevereiro, através do toque de recolher e algumas restrições, como o funcionamento dos bares e restaurantes e os reflexos dessas medidas foram observados nas últimas semanas. Ontem nós tivemos o percentual de ocupação de leitos no estado de 78%, que só havia ocorrido no dia 1º de março, com 77%. Então esse cenário já era esperado. Associada a essa paralisação durante 10 dias, com antecipação dos feriados, esses reflexos da paralisação de 10 dias nós teremos a partir do dia 20 de abril. Geralmente de 15 a 20 dias, após o distanciamento social, que nós observamos o número de casos novos confirmados caírem e o número de mortes também”, explicou o secretário.

Geraldo Medeiros declarou que, “em função disso, esse novo decreto contemplou uma abertura para os segmentos econômicos que se encontram sofridos e alguns eventos religiosos com ocupação de 30% dos locais. Além disso, aqueles bares e restaurantes ou igrejas que têm área externa tem essa margem de mais 20% de ocupação (total de 50%).”

Contudo, ele alertou que “temos que ter a convicção de que a pandemia não acabou e que vamos conviver com ela até o final do ano e que, se a população não se conscientizar do uso de máscara, do distanciamento social, evitando ocupar espaços com aglomerações, como a orla marítima, os bares e restaurantes, então nós teremos que tomar novas medidas e isso não desejamos porque leva a efeitos deletérios com os segmentos econômicos.”

Bandeiras do Novo Normal

Ainda segundo o secretário, “nós temos o pior cenário de toda extensão da pandemia em termos de emissão de bandeiras para os 223 municípios. 94% dos municípios em bandeira laranja e 6% em bandeira vermelha. Nenhum município em bandeira verde ou bandeira amarela. As três bandeiras amarelas que existiam na avaliação do Plano Novo Normal anterior migraram para a bandeira laranja. Então esse cenário é preocupante.”

Colapso e Manaus

Ele pontuou que quase houve “um colapso no estado. As ações do Governo do Estado com a abertura de 300 leitos no mês de março, uma média de 10 leitos a cada dia, foram essenciais no sentido de não termos aquele cenário de Manaus e de outros estados com o cidadão dentro de uma ambulância, sem encontrar um leito de UTI.”

Igrejas abertas

Em relação a reabertura das igrejas e templos, autorizada pelo ministro do STF, Kássio Nunes Marques, o secretário paraibano pontuou que “essas medidas devem ser determinadas por autoridades sanitárias. Essa é minha visão, de que todos os ambientes promovem a propagação do vírus. Os cultos e missas, mesmo com todas as regras sanitárias, são pontos de disseminação do coronavírus. As pessoas falam, cantam, gritam… E é tudo que o novo coronavírus quer para se propagar. Então eu acho essas decisões deveriam ser entregues às autoridades sanitárias porque só elas têm conhecimento técnico do que isso pode acarretar.”

Vacinação

Segundo o secretário de Saúde do Estado, “a Paraíba está alcançando um nível elogiável de percentual de paraibanos vacinados, o quarto lugar no Brasil, superando São Paulo. Queremos alcançar o primeiro lugar, vamos lutar para isso.”

Ele destacou a importância dos gestores municipais, secretários e agentes comunitários receberem e iniciarem a vacinação de forma rápida em seus municípios.

Por: Lucas Isídio

Continue lendo

PARAÍBA

Todos os municípios paraibanos estão avaliados com bandeira laranja ou vermelha pelo plano Novo Normal

Publicado

em

Todos os 223 municípios paraibanos estão classificados com bandeira vermelha ou laranja, de acordo com a  22ª avaliação do Plano Novo Normal, do Governo da Paraíba, que estará vigente a partir desta segunda-feira (5).

São 13 municípios em bandeira vermelha e 210 na bandeira laranja. Na avaliação anterior, que começou a valer em 22 de março, eram 15 municípios na bandeira vermelha, 205 na bandeira laranja e três na bandeira amarela. 

Os municípios na bandeira vermelha segundo a nova avaliação são: Capim, Cuité de Mamanguape, Emas, Fagundes, Igaracy, Prata, Santa Terezinha, São José do Bonfim, São Mamede, Sapé, Teixeira, Uiraúna e Vista Serrana. 

Nesse sábado (3), o Governo da Paraíba publicou, em edição suplementar do Diário Oficial do Estado, o decreto que irá regulamentar o funcionamento das atividades em todos os municípios do estado, de 5 a 18 de abril.

A partir da próxima segunda-feira, os bares, restaurantes, lanchonetes e lojas de conveniência poderão funcionar com atendimento nas suas dependências das 6h às 22h, com ocupação de 30% da capacidade do local, podendo chegar a 50% da capacidade com a utilização de áreas abertas. Os serviços de delivery e retirada de mercadoria pelo cliente podem ocorrer até às 23h30.

As missas, cultos e cerimônias religiosas presenciais poderão ocorrer, com ocupação de 30% da capacidade do local, podendo chegar a 50% da capacidade com a utilização de áreas abertas.

Os shoppings centers e centros comerciais deverão obedecer ao horário de funcionamento das 10h às 22h. As atividades da construção civil poderão ocorrer das 6h30 às 16h30. Os estabelecimentos do setor de serviços e o comércio poderão funcionar até dez horas contínuas por dia, sem aglomeração de pessoas nas suas dependências e observando todas as normas de distanciamento social e os protocolos específicos do setor.

Também poderão funcionar salões de beleza; academias; escolinhas de esporte; instalações de acolhimento de crianças, a exemplo de creches; hotéis; pousadas;  call centers; e indústrias observando todos os protocolos elaborados pela Secretaria Estadual de Saúde e pelas Secretarias Municipais de Saúde. Os terminais rodoviários, os transportes intermunicipais e a balsa que faz a travessia Cabedelo/Costinha retomarão suas atividades.

Já as aulas presenciais nas escolas das redes públicas estadual e municipais seguirão suspensas. As escolas e instituições privadas de níveis superior, médio, fundamental e infantil também deverão funcionar exclusivamente através do sistema remoto. 

Os estádios pertencentes ao Estado voltarão a funcionar apenas para os jogos de futebol profissional, sem público, observando os protocolos específicos para a área. As atividades presenciais nos órgãos e entidades vinculadas ao Poder Executivo Estadual ficarão suspensas no período de vigência do decreto, à exceção das Secretarias de Saúde, Segurança e Defesa Social, Administração Penitenciária, Desenvolvimento Humano, Fazenda, Secretaria de Comunicação, Cagepa, Fundac, Detran e Codata.

A Agência Estadual de Vigilância Sanitária (Agevisa) e os órgãos de vigilância sanitária municipais, as forças policiais estaduais, os Procons estadual e municipais e as guardas municipais ficarão responsáveis pela fiscalização do cumprimento das normas estabelecidas no decreto. O descumprimento sujeitará o estabelecimento à aplicação de multa e poderá implicar no fechamento em caso de reincidência, que pode compreender períodos de sete a 14 dias, e na aplicação de multas que podem chegar a R$ 50 mil.

Continue lendo

Facebook

Publicidade

Copyright © 2020 Barra Portal - Todos os direitos reservados