Connect with us

POLÍTICA

Rodrigo Maia sinaliza que pode vir a apoiar pedido de impeachment de Bolsonaro

Publicado

em

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, que ignorou até agora os 59 pedidos de impeachment de Jair Bolsonaro, indicou neste sábado que pode estar mudando de posição. Ele escreveu dois tweets agressivos na tarde deste sábado (9), num deles chamando Bolsonaro de covarde e dizendo que o presidente é o culpado pelo país ter batido a marca de 200 mil pessoas mortas pela doença.Ao falar ao Painel, da Folha de S. Paulo, Maia foi ainda mais assertivo. “Está na hora de todo mundo colocar de forma clara essa indignação”, afirmou. E completou: “Não podemos mais aceitar um ministro que não entende de saúde e um presidente irresponsável que nega o vírus”.

“Todos estamos cansados disso, desse negacionismo e dessa irresponsabilidade. Está na hora de uma reação forte de todos nós, brasileiros, contra a irresponsabilidade do governo”.

Logo depois de suas postagens, Maia foi fortemente cobrado quanto à abertura dos processos de impeachment contra Bolsonaro, mas não respondeu ainda aos questionamentos.

Veja os tweets de Maia:

 

Brasil 247

Continue lendo

POLÍTICA

Reprovação de Bolsonaro sobe 15% entre população de baixa renda, diz Datafolha

Publicado

em

A taxa de rejeição ao presidente Jair Bolsonaro saltou de 26% para 41% entre a população de baixa renda, segundo o último levantamento do Datafolha.

Com isso, os brasileiros que ganham até dois salários mínimos sustentam a maior rejeição ao presidente. Da alta de 8 pontos percentuais na taxa de reprovação ao presidente, que subiu de 32% para 40%, cerca de 6,5 pontos vieram do segmento dos mais pobres.

A mudança de quadro foi tão brusca que fez o presidente se aproximar dos piores números desde o início do mandato. Em agosto do ano passado, o Ruim/Péssimo era de 44%, mas vinha subindo aos poucos.

Com isso, os brasileiros que ganham até dois salários mínimos sustentam a maior rejeição ao presidente. Da alta de 8 pontos percentuais na taxa de reprovação ao presidente, que subiu de 32% para 40%, cerca de 6,5 pontos vieram do segmento dos mais pobres.

A mudança de quadro foi tão brusca que fez o presidente se aproximar dos piores números desde o início do mandato. Em agosto do ano passado, o Ruim/Péssimo era de 44%, mas vinha subindo aos poucos.

O presidente também registrou uma queda relevante nas avaliações de Bom/Ótimo, que caíram de 37% para 31%. Outros 26% consideram Regular.

O aumento na rejeição a Bolsonaro ocorre diante da crise provocada pela ausência de um plano robusto de vacinação contra a Covid-19 e o colapso do sistema de saúde provocada pela segunda onda da pandemia.

Esses números se apresentam no mesmo momento em que a pauta do impeachment do presidente ganha nova força, principalmente por conta do novo colapso do sistema de saúde de Manaus, que registrou mortes de pacientes por falta de oxigênio.

Revista Fórum

Continue lendo

POLÍTICA

Governo Bolsonaro gastou R$ 15 milhões com leite condensado em 2020

Publicado

em

A rotina do presidente Jair Bolsonaro de colocar leite condensado no pão no café da manhã fica bem aparente na tabela de compras do Executivo Federal. Levantamento divulgado pelo Portal Metrópoles no domingo (25) mostra que o item está entre os principais gastos do governo em supermercado.

Segundo o (M)dados, foram R$ 15.641.777,49 gastos apenas em Leite Condensado no ano de 2020. Com base no Painel de Compras, do Ministério da Economia, o Metrópoles estimou gastos de mais de R$ 1,8 bilhão no carrinho de compras do governo, um aumento de 20%.

Além dos itens de “cesta básica”, chamam atenção os R$ 16,5 milhões gastos em batata frita embalada, R$ 13,4 milhões em barra de cereal, R$ 12,4 mi em ervilha em conserva, R$ 21,4 mi em iogurte natural. Só em goma de mascar, foram R$ 2.203.681.

Brasil 247

 

Continue lendo

Facebook

Publicidade

Copyright © 2020 Barra Portal - Todos os direitos reservados