Connect with us

POLÍTICA

Sistema Correio reúne bancada no Congresso e enfatiza parcerias em favor da Paraíba

Publicado

em

A bancada federal da Paraíba se reuniu, na tarde desta segunda-feira (23), em João Pessoa. Foi durante um almoço de confraternização com jornalistas do Sistema Correio de Comunicação. O encontro celebrou também o aniversário do correspondente do CORREIO em Brasília, Edinho Magalhães. Deputados federais e senadores destacaram a parceria que prioriza a divulgação de informações de interesse dos paraibanos.

Estiveram presentes os deputados federais Veneziano Vital do Rêgo, Hugo Motta e André Amaral (pelo PMDB), Efraim Filho (DEM), Benjamin Maranhão (SD), Pedro Cunha Lima (PSDB), Damião Feliciano (PDT), a vice-governadora Lígia Feliciano (PDT), o vice-prefeito de Campina Grande Enivaldo Ribeiro (PP) e o ex-deputado e atual vice-prefeito de João Pessoa, Manoel Júnior (PMDB). O deputado federal Wilson Filho (PTB) foi representado pelo assessor Radomécio Leite.

Os senadores Cássio Cunha Lima (PSDB) e José Maranhão (PMDB) também prestigiaram o encontro com jornalistas e dirigentes do Sistema Correio. O senador Raimundo Lira (PMDB) foi representado por seu filho, Eduardo.

A diretora executiva Beatriz Ribeiro, foi a anfitriã da bancada e representou também o seu pai, diretor-presidente do Sistema Correio de Comunicação, empresário Roberto Cavalcanti. Do encontro também participaram o superintendente Alexandre Jubert e a diretora comercial das TVs Correio e RCTV, Paula Gentil, contando ainda com a presença dos jornalistas Gerardo Rabelo, Abelardo Jurema, Celino Neto, Sony Lacerda (diretora de jornalismo e editora do Jornal CORREIO), Carla Visani, editora da TV Correio; Lena Guimarães, colunista do impresso e comentarista do Correio Debate da TV; e Hermes de Luna, editor do Portal Correio e apresentador da TV Correio e da RCTV.

Edinho Magalhães falou aos deputados e senadores, destacando a cobertura que vem sendo dada à atuação da bancada federal pelo Sistema Correio. Ele parabenizou os parlamentares pela unidade que vêm conseguindo em favor de temas de interesse do estado e ressaltou a importância da continuidade da parceria com o maior sistema de comunicação da Paraíba.

Portal Correio

Continue lendo
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

POLÍTICA

Popularidade de Bolsonaro está em colapso em 23 capitais

Publicado

em

Pesquisa do Ibope é taxativa: a popularidade de Bolsonaro foi pelo ralo em 23 das 26 capitais brasileiras entre outubro e novembro. Os números mostram que em quase todas as capitais caiu o percentual que avaliou o governo como “ótimo ou bom”. Não houve aumento do índice de aprovação de Bolsonaro em nenhuma capital do país se considerada a margem de erro, informa O Globo.

As taxas de “péssimo” e “ruim” são as seguintes: Salvador (66%), São Luís (57%), Porto Alegre (56%), São Paulo (54%), Recife (52%), Aracajú (51%), Florianópolis (50%), Teresina (48%), Vitória (47%), Fortaleza (46%), Belo Horizonte (45%) Curitiba (44%), Belém (44%), Rio de Janeiro (43%), João Pessoa (43%), Maceió (39%), Natal (39%), Campo Grande (36%), Goiânia (35%), Rio Branco (35%), Manaus (32%), Cuiabá (32%), Palmas (32%), Porto Velho (31%), Macapá (30%), Boa Vista (18%).A notícia é ainda pior para Bolsonaro porque as pesquisas foram feitas em um período no qual o auxílio emergencial concedido pelo governo em decorrência da pandemia foi reduzido de R$ 600 para R$ 300.

O desmantelamento da popularidade de Bolsonaro nas capitais repercutiu nas urnas. Dos seis candidatos a prefeito apoiados pelo presidente em capitais, quatro foram derrotados no primeiro turno, ao passo que dois disputam o segundo turno mas se encontram atrás nas pesquisas de intenção de voto.

Brasil 247

 

Continue lendo

POLÍTICA

Boulos dispara e já está em empate técnico com Covas, aponta nova pesquisa XP/Ipespe

Publicado

em

A nova pesquisa XP/Ipespe traz ótimas notícias para Guilherme Boulos, do Psol. O levantamento, divulgado pelo jornal Valor Econômico, mostra que ele já pode estar em empate técnico com Bruno Covas, do PSDB, no limite da margem de erro. Isso porque Boulos foi de 32% a 41%, enquanto Covas ficou estável em 48%. Como a margem de erro é de 3,5 pontos percentuais, ambos podem estar empatados em 44,5%.

Boulos cresceu entre os indecisos, enquanto Covas não avançou. Diante do crescimento do psolista, o tucano também emitiu sinais de desespero e passou a pagar publicidade na internet para redirecionar as buscas sobre seu vice Ricardo Nunes, acusado de agressão à mulher, e também anunciou o pagamento de um auxílio-emergencial proposto por Eduardo Suplicy, do PT, a poucos dias das eleições.

Brasil 247

 

Continue lendo

Facebook

Publicidade

Copyright © 2020 Barra Portal - Todos os direitos reservados