Connect with us

SAÚDE

Sucos com limão para emagrecer

Publicado

em

Recentemente o limão vem se destacando devido às suas propriedades e aos benefícios que traz à nossa saúde. Ácido e de sabor azedo, este fruto contém elevado teor de vitamina C, além de antioxidantes e a substância L-limoneno, que possui ação adstringente e combate toxinas, gorduras e radicais livres.

O limão auxilia na desintoxicação do organismo, melhora a digestão, tem ação diurética e favorece o funcionamento do metabolismo como um todo, facilita o processo de emagrecimento, ajuda a evitar o acúmulo de gordura e reduz o inchaço.

Receitas de sucos com limão que emagrecem

Suco de limão com gengibre

Tanto o limão quanto o gengibre são alimentos termogênicos, ou seja, ajudam a acelerar o metabolismo e, assim, o corpo gastará mais calorias em repouso, contribuindo para o emagrecimento.

O gengibre também melhora o funcionamento do intestino, reduz e controla a ansiedade e tem ação anti-inflamatória.

Ingredientes:

– ½ limão;
– 300 ml de água;
– 1 colher (sopa) de gengibre em pedaços ou ralado;
– Folhas de hortelã;
– Gelo a gosto.

Modo de preparo:

Bata todos os ingredientes no liquidificador. Coe se preferir e sirva logo em seguida.
Sucos com limão para emagrecer

Suco verde com limão

Ingredientes:

– 2 xícaras de chá de espinafre;
– 2 copos de pepinos cortados;
– Uma cabeça de aipo;
– 1 colher de chá de gengibre;
– 1 porção de salsa;
– 2 maçãs cortadas;
– 1 copo de suco de limão.

Modo de preparo:

Coloque todos os ingredientes no liquidificador e bata. Se preferir, adoce com mel e sirva logo em seguida.

Suco detox com limão

Ingredientes:

– 1 limão;
– 2 maçãs;
– ¼ de cenoura;
– 1 folha de couve orgânica;
– Um punhado de hortelã;
– 100 ml de água de coco natural.

Modo de preparo:

Coloque todos os ingredientes no liquidificador e bata. Sirva logo em seguida.
Suco de limão em jejum

Ingredientes:

– Suco de 1 limão;

Remédio Caseiro

Continue lendo

BRASIL

Brasil chega a 6,2 milhões de casos de Covid-19 em mais um dia com alto número de infecções

Publicado

em

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) — O Brasil chegou a 6.204.570 de casos de Covid-19, nesta quinta-feira (26), dia em que houve registro de 37.672 infecções pelo novo coronavírus. O país também documentou 698 mortes pela doença, chegando com isso a 171.497 óbitos desde o início da pandemia.

Os dados são fruto de colaboração inédita entre Folha de S.Paulo, UOL, O Estado de S. Paulo, Extra, O Globo e G1 para reunir e divulgar os números relativos à pandemia do novo coronavírus. As informações são coletadas diretamente com as Secretarias de Saúde estaduais.

O jornal Folha ainda divulga a chamada média móvel. O recurso estatístico busca dar uma visão melhor da evolução da doença, pois atenua números isolados que fujam do padrão. A média móvel é calculada somando o resultado dos últimos sete dias, dividindo por sete.

De acordo com os dados coletados até as 20h, a média de mortes nos últimos sete dias é de 479, o que representa um cenário de aumento de mortes em relação à média de 14 dias atrás. Nas últimas semanas, o país variou entre situações de queda da média e estabilidade.

A média recente, porém, foi afetada por um apagão de dados de alguns estados. De toda forma, dados do país e especialistas que os acompanham têm apontado tendências de aumento de casos de Covid-19.

A iniciativa do consórcio de veículos de imprensa ocorre em resposta às atitudes do governo Jair Bolsonaro (sem partido), que ameaçou sonegar dados, atrasou boletins sobre a doença e tirou informações do ar, com a interrupção da divulgação dos totais de casos e mortes. Além disso, o governo divulgou dados conflitantes.

 

Continue lendo

SAÚDE

Plano nacional de vacinação contra Covid-19 será divulgado na segunda, diz líder do consórcio do Nordeste

Publicado

em

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) — O Ministério da Saúde informou a governadores que o plano nacional de vacinação contra a Covid-19 será divulgado na próxima segunda-feira (30).

O líder do consórcio do Nordeste, o governador Wellington Dias (PT-PI), afirma que serão definidos nessa etapa os preparativos para a vacinação, como as regras de distribuição do medicamento e de armazenagem, além do treinamento das equipes.

Está prevista a organização do número de pontos de vacinação, e se ela será feita por agendamento e para quais grupos prioritariamente.

O governo havia sinalizado aos governadores que estaria pronto para fazer o anúncio na segunda, o que foi confirmado nesta quarta (25).

Segundo Dias, a estratégia definida é trabalhar com múltiplas vacinas, “começando pela primeira autorizada pela Anvisa”.

“Em dezembro é prevista a conclusão da terceira etapa de duas vacinas: a Coronavac e Oxford. E o Brasil, como é signatário do consórcio de países com a OMS, pode adotar outras, aprovadas pela OMS”, disse.

Continue lendo

Facebook

Publicidade

Copyright © 2020 Barra Portal - Todos os direitos reservados