Connect with us

ESPORTES

Zico não será candidato à Fifa

Publicado

em

Zico não será candidato à presidência da Fifa. Durante seu programa “Futebol de Verdade”, na Rádio Globo do Rio de Janeiro, nesta segunda-feira, o ídolo do Flamengo revelou que não conseguiu a indicação de cinco federações para oficializar sua candidatura.(Ouça a declaração de Zico no programa Futebol de Verdade). A eleição está marcada para o dia 26 de fevereiro de 2016.

– Não foi possível conseguir as cinco cartas para ter a candidatura. Conversei com diversas pessoas e pelo menos umas seis quase que garantiram isso. Mas hoje houve uma reviravolta na questão da Uefa e não vejo que nada pode mudar. Principalmente por aqueles que lá vão estar, não vejo esperanças de que vai vir uma coisa nova. Lamento tudo isso que vem acontecendo. Pelo menos demos nosso recado e mostramos o que precisa ter para clarear – disse o Galinho, referindo-se à indicação da Uefa por Gianni Infantino no lugar de Michel Platini.

Segundo a imprensa internacional, sete pessoas entregaram a documentação necessária à Fifa até o final do prazo, na noite desta segunda, e serão os candidatos: Gianni Infantino, secretário-geral da Uefa; o príncipe Ali Bin Al Hussein, da Jordânia; o francês Jerome Champagne; o ex-jogador David Nakhid, de Trinidad e Tobago; o sul-africano Tokyo Sexwade; o liberiano Musa Bility; e Salman Bin Ebrahim Al Khalifa, presidente da Confederação Asiática de Futebol (AFC).

Favorito para assumir o lugar que era de Joseph Blatter, Michel Platini acabou abrindo mão da candidatura para o seu braço-direito na Uefa. Assim como o suíço, o ex-jogador francês e atual presidente da Uefa está suspenso do futebol por 90 dias pelo Comitê de Ética da Fifa. Platini e Blatter são investigados pela Procuradoria-Geral da Suíça por um “pagamento indevido” de 2 milhões de francos ao francês em fevereiro de 2011, com a justificativa de “trabalho feito entre janeiro de 1999 e junho de 2002”.

Zico anunciou em 2 de junho que tentaria ser candidato à presidência da entidade, logo após Blatter colocar o cargo à disposição por causa da crise que se instalou com a prisão de sete dirigentes ligados à Fifa – incluindo o brasileiro José Maria Marin. Com uma campanha voltada às redes sociais, o Galinho recebeu a promessa da CBF que receberia o apoio caso outras quatro federações também se posicionassem a favor do ídolo do Flamengo. Atualmente, o ex-camisa 10 é técnico do FC Goa, que disputa a Super Liga Indiana.

– A gente fez durante a nossa carreira uma vida de credibilidade e honestidade, que a gente queria levar para o futebol. Fico muito feliz por poder ter visto uma campanha neste sentido e torcer que para aqueles que estão lá com uma responsabilidade possam olhar para o futebol com amor e paixão e não com o olhar de dinheiro no bolso – concluiu Zico.

Segundo o regulamento da Fifa, cada interessado tem que ser indicado por pelo menos cinco países para poder ser oficializado como candidato. Reeleito em 29 de maio (dois dias após as prisões em Zurique) para seu quinto mandato, Blatter em seguida afirmou que deixaria o cargo e convocou novas eleições. O suíço ficaria no poder até o novo presidente ser eleito, mas acabou suspenso pelo Comitê de Ética da Fifa por 90 dias, em 8 de outubro, e teve que dar o lugar ao camaronês Issa Hayatou, vice-presidente mais antigo dentro do Comitê Executivo e presidente da Confederação Africana de Futebol (CAF).

Globo Esporte

Continue lendo
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

ESPORTES

Diego Maradona morre aos 60 anos

Publicado

em

Diego Armando Maradona morreu nesta quarta-feira, 25, ao 60 anos. O ídolo argentino sofreu uma parada cardíaca em sua casa em Tigre, na região de Buenos Aires, na Argentina. A informação foi divulgada incialmente pelo jornal Clarín.

O ex-jogador sofreu uma delicada cirurgia no cérebro no começo do mês e recebeu alta oito dias depois.

Campeão mundial na Copa de 1986, quando ficou eternizado pelos gols que marcou contra a seleção da Inglaterra, o craque argentino passou recentemente por uma cirurgia para drenar uma pequena hemorragia no cérebro.

O médico Leopoldo Luque afirmou na ocasião que a cirurgia era considerada simples, mas havia preocupação pela condição de saúde do ex-jogador.

G1

Continue lendo

BRASIL

Alisson e Denilson viram embaixadores de campanha solidária contra coronavírus

Publicado

em

A rede de solidariedade na ajuda as pessoas que estão sendo atingidas pelo novo coronavírus no Brasil ganhou reforços de peso. Após iniciativa do zagueiro do Santa Cruz, Danny Morais, a campanha #desafiocorona foi abraçada por cerca de cem jogadores e visa vender camisas e reverter os valores arrecadados. O projeto ainda tem o goleiro Alisson, do Liverpool e da Seleção Brasileira, e o atacante Denilson, pentacampeão mundial pelo país, como embaixadores.

A iniciativa consiste na doação de uma camisa por cada atleta que será vendida no site desafiocorona.com.br. Todo valor arrecadado, descontados os impostos e custo de envio, será revertido para compra de materiais hospitalares que tratam da pandemia do Covid-19 e também para ajudar famílias afetadas pelos impactos sociais e econômicos.

A campanha, vale ressaltar, não fará leilão dos produtos. Todas as camisas terão um preço fixado, sendo levado em conta a raridade da peça. A gestão do que for arrecadado ficará sob responsabilidade do Instituto da Criança, que fará a distribuição dos recursos.

Neste domingo, a campanha será massificada através das redes sociais dos embaixadores do projeto.

Globoesporte.com

Continue lendo

Facebook

Publicidade

Copyright © 2020 Barra Portal - Todos os direitos reservados